Categorias: Geral

Óculos da estátua de Drummond de Andrade são novamente roubados

Compartilhar

A estátua de bronze do escritor brasileiro Carlos Drummond de Andrade, localizada na altura do posto 6, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, foi mais uma vez alvo de vandalismo. Criminosos levaram os óculos do monumento, que recorrentemente é roubado.

De autoria do artista plástico Leo Santana, a obra foi construída em 2002, para a comemoração do centenário de nascimento do escritor. O monumento atrai diversos cariocas, turistas e admiradores do poeta.

Estátua de Carlos Drummond de Andrade, esculpida em bronze e instalada na altura do Posto 6 da orla de Copacabana, na Zona Sul do Rio (Foto: Reprodução Redes Sociais)

O estátua custou, na época, R$ 65 mil e, desde então, já foi vandalizada diversas vezes , mesmo com câmeras de monitoramento vigiando o trecho.

Presidente da Associação Amigos de Copacabana, Horácio Magalhães não escondeu a tristeza com mais um episódio de violência no bairro.

“Lamentável! Já perdi as contas de quantas vezes a estátua foi vandalizada. É uma falta de respeito com o monumento e com a memória carioca”, diz Magalhães, que completa.

“Copacabana vem sofrendo com o roubo de hidrômetros e grelhas pluviais, esses itens de ferro e de cobre que vem sendo substituídos por outros itens de concretos. é um desafio para as autoridades que vem fazendo uma série de apreensões”, concluiu.

O Presidente da Associação de Moradores de Copacabana (Amacopa), Tony Teixeira, mostrou toda sua indignação com mais um delito no bairro.

É sistemático o roubo dos óculos da estátua de Drummond de Andrade. É uma loucura, daqui a pouco vão levar a estátua toda. Espero que a Prefeitura providencie outros óculos o quanto antes”, afirmou.

O DIÁRIO DO RIO entrou em contato com a prefeitura, mas até a publicação desta matéria, não obteve retorno.

Redação Diário do Rio

O Jornal 100% Carioca

Ver comentários

  • Enquanto pivetes e cracudos tiverem o apoio do Estado indiretamente para permanecer nas ruas e tratados como vítimas da sociedade, veremos isso constantemente. Brasil, o único país que viver à margem da lei, dá certo!