Cães da ONG Indefesos - Foto: Divulgação

Uma ONG em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, cuidadora de animais que não têm onde ficar elaborou uma iniciativa que tem chamado a atenção de quem preza pelos pets.

Trata-se da campanha ”Leve um Animal Abandonado para Passear”, na qual, em uma espécie de ”test drive”, o interessado em ajudar pode realizar o agendamento tanto de um simples passeio quanto o de um final de semana inteiro com o referido bichinho.

Para participar da iniciativa, a pessoa tem que passar por entrevista e assinar um termo de responsabilidade com a ONG Indefesos, que cuida atualmente de aproximadamente 150 animais.

O projeto, vale ressaltar, tem tido bastante adesão, e muitos participantes acabam não só passando esses momentos com os pets, mas também os adotando.

A psicóloga Renata de Azevedo, por exemplo, levará as cadelas Joana e Alexia para passear pela primeira vez, depois de meses vivendo no abrigo. ”Elas estão descobrindo um mundo novo. Dá para ver que elas observam tudo, querem cheirar tudo. Elas não sabem muito bem o que está acontecendo. Eu venho aqui para ajudar, para trazer felicidade e amor aos bichinhos, mas quem sai mais feliz ainda sou eu”, diz ela.

No último final de semana, outros 3 cães já haviam saído para passear fora da ONG. ”O objetivo do projeto é fazer com que esse animais abandonados, alguns vítima de maus-tratos, possam conhecer além dos muros que cercam o abrigo e sentir a energia, atenção e o carinho de uma família”, diz a presidente da ONG, Rosana Guerra.

”Hoje estamos muito felizes pois o nosso amiguinho Simba vai passear com essa família linda. Vai voltar na segunda-feira [28]. Vai passar 3 dias conhecendo o amor, o carinho e afeto. E é uma chance de elas descobrirem o temperamento do Simba. Ele já está pronto, feliz da vida. Muito chique”, complementa Rosana.

Rosana com Mike, um dos cães abandonados que vivem no abrigo – Foto: Reprodução

Como dito anteriormente, o projeto vista também que, além dos passeios, os animais sejam adotados. Foi isso o que aconteceu, por exemplo, com Rock, que ganhou uma família depois de 3 anos morando no abrigo.

”A gente foi passar um final de semana com ele e nos apaixonamos, daí ele ficou para sempre na nossa família. Então, para todo mundo que quiser passear umas horas com um bichinho para se divertir, para espairecer, entre em contato com a ONG para poder participar”, disse Carolina Kaastrup, dona de Rock.

Como ajudar

Aos interessados em colaborar com o abrigo, é necessário entrar em contato pelo site oficial, Instagram, Facebook ou por e-mail (ong.indefesos@gmail.com).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui