Uma operação da Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP) e da Polícia Militar apreendeu, nesta quinta-feira, 23/09, diversos materiais ilegais em um ferro velho localizado na Rua Leandro Martins, no Centro da Cidade do Rio de Janeiro. Entre o que foi apreendido, muitos cabos furtados. Como o DIÁRIO DO RIO já destacou, esse tipo de crime causa muitos problemas aos moradores da cidade, como falta de internet, por exemplo.

Foram apreendidos 1,2 tonelada de fios, 180 kg de cobre e uma caixa contendo mais de 600 cápsulas deflagradas de diferentes calibres no estabelecimento localizado na Rua Leandro Martins. O material foi levado para a 4ª DP (Centro). Duas ligações clandestinas de água e energia elétrica foram cortadas pela Cedae e Light. Quatro estabelecimentos foram fiscalizados e possuíam alvará de funcionamento regular.

A Secretaria de Ordem Pública, desde o início do ano, vem realizando operações integradas com as forças policiais. Neste sentido, com o aumento dos furtos de cabos, estamos focando, há pelo menos três meses, em fiscalizações de ferros-velhos, que, muita vezes, servem como receptadores de produtos de crimes. Seguiremos firmes no combate às irregularidades, reforçando o compromisso da Prefeitura do Rio com a Segurança Pública”, afirmou o secretário Brenno Carnevale.

Há alguns dias, o DIÁRIO DO RIO publicou uma matéria mostrando que os ferros-velhos do Centro são a mola motora dos roubos e furtos de peças metálicas.

O governador Cláudio Castro, no último dia 08/09, regulamentou e publicou no Diário Oficial do Executivo a Lei 9.169/21, que cria medidas administrativas de prevenção e combate ao roubo, furto e receptação de peças metálicas no Rio.

Há alguns meses, a Polícia Civil vem investigando a movimentação ilegal de ferros-velhos no Rio de Janeiro.

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns . Operações como essa devem ser permanentes e envolver também a polícia civil, afinal receptação é crime e nada mal autuar todos em flagrante. Fechando os estabelecimentos comerciais irregulares e cassando os seus alvarás, além é claro, do flagrante de furto de energia e água, que devem ser confirmados por perícia do ICCE.

  2. Todo mundo sabe quem furta e quem compra , a polícia só não prende porque não quer. Aliás, esse tipo de furto só acontece por permissividade das autoridades, a polícia passeia pela cidade o tempo todo, não prende ninguém, já passou da hora de instituírem a política da tolerância zero em nossa cidade, os pequenos crimes levam aos maiores.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui