Operação teve a participação de 48 servidores - Divulgação/Prefeitura

A Prefeitura do Rio, por meio de ação conjunta entre a Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva) e a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), fizeram nesta sexta-feira (23/04) mais de 30 demolições de construções irregulares no Recreio, na Zona Oeste. Foram removidas 20 estruturas metálicas cobertas com telhas, destinadas a estacionamento e depósito, e 14 construções em alvenaria, com um pavimento cada, voltadas para uso comercial.

A ação ocorreu na Avenida Célia Ribeiro da Silva Mendes, perto da comunidade Beira Rio, sob condução da Coordenadoria Técnica de Operações Especiais (COOPE), vinculada à Seconserva. As equipes ainda retiraram ligações clandestinas de água e energia elétrica que abasteciam as edificações, sendo 14 pontos de ligação de água e nove pontos de luz.

Durante a operação, houve um princípio de tumulto, contido por agentes da Guarda Municipal e da Polícia Militar. Um grupo de pessoas ateou fogo em pneus e fechou a via na altura da creche da Associação de Moradores, na tentativa de impedir o trabalho de demolição. Foram preservadas três edificações comerciais, cujos responsáveis apresentaram liminar proibindo a remoção.

A ação teve a participação de 48 servidores e contou com o apoio da Coordenadoria Geral de Operações Especiais (CGOE), da Guarda Municipal, da Polícia Militar, da Comlurb, da Cedae, da Light, da RioLuz e da Controladoria de Controle Urbano (CCU). Para o trabalho, a equipe usou uma retroescavadeira, um reboque, dois caminhões e 11 viaturas. Foram retiradas cerca de 16 toneladas de entulho.

2 COMENTÁRIOS

  1. Quando o Estado é omisso no planejamento urbano de uma Cidade é que estamos cansados de ver, a invasão de um espaço público que só faz desvalorizar os empreendimentos imobiliários e os comércios em todo o seu entorno.

    Não tenho pena, não.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui