Foto: Divulgação

Nesta semana foi realizada uma operação para apurar denúncias de consumidores e verificar a qualidade dos combustíveis comercializados pelos estabelecimentos. Fiscais verificaram também as bombas medidoras de combustíveis, para apurar a possibilidade de adulteração. Dos seis postos fiscalizados, quatro foram autuados por irregularidades nas bombas. O responsável por um dos estabelecimentos foi encaminhado à Delegacia de Serviços Delegados (DDSD). A ação conjunta foi realizada pela ANP, pelo Procon-RJ, pela Polícia Civil, pelo INMETRO e pelo IPEM.

Durante a fiscalização, os agentes encontraram bombas adulteradas, rompimento de lacre que possibilita ajustes manuais e também lacre violado simulando estar intacto. Identificaram ainda um dispositivo eletrônico na bomba, que aponta indícios de fraude, sendo enviado para análise laboratorial, bem como apontaram bomba baixa, ou seja, o consumidor paga por uma quantidade de combustível, porém recebe menos litros do que é informado na bomba.

Um dos postos foi proibido de comercializar bebidas, pois as mesmas estavam sendo armazenadas de forma inadequada, expostas ao calor, diretamente no chão e na ilha de combustíveis, prática proibida por risco de contaminação.

Os estabelecimentos vistoriados estão localizados nos bairros de Vista Alegre, Bonsucesso, Engenho de Dentro, Rio Comprido, Andaraí e Botafogo, todos no município do Rio de Janeiro.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui