19.8 C
Rio de Janeiro
sábado - 01/10/2022

Assine grátis nossa Newsletter

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Home Geral Os cariocas do “Canal dos Caçadores” são um dos maiores em avaliações gastronômicas

Os cariocas do “Canal dos Caçadores” são um dos maiores em avaliações gastronômicas

1
Os cariocas do “Canal dos Caçadores” são um dos maiores em avaliações gastronômicas

Com uma pegada bem humorada, os cariocas caçadores – Paulo Fragoso e Juliana Venâncio estão em busca de restaurantes famosos, e nem tão famosos assim, para mostrar todo conteúdo, desde a qualidade e a apresentação do prato, seja ele no restaurante ou até mesmo no delivery. Com o objetivo de levar o seguidor a uma experiência gastronômica de onde ele estiver.

O Canal dos Caçadores começou com a ideia que os dois protagonistas do canal fizeram em uma viagem aos EUA: “Estávamos em uma viagem de férias pela Califórnia, Nevada e Arizona e comíamos hambúrgueres todo dia. Numa parte da viagem, viajávamos de Las Vegas para Yosemite, passando pelo Vale da Morte (parque nacional). Em um momento dessa viagem, a estrada passou por uma tempestade de areia. Juliana comentou que estava parecendo aqueles programas de TV de caçadores de tornados. Paulo disse que na verdade estávamos mais para Caçadores de Hambúrgueres e foi aí que o nome surgiu”, completa Paulo. 

Com todo esse sucesso, o YouTube conta com mais de 1 milhão de inscritos com mais de 60 milhões de impressões mensais com 6 milhões de visualizações e no Instagram são 106 milhões de impressões mensais com 400 mil contas atingidas.

Na pandemia, o canal tem feito análise dos restaurantes via delivery e drive thru do Rio de Janeiro e os dois de forma criativa e divertida mostram cada detalhe das embalagens a apresentação dos pratos tudo mesmo. 

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Discordo completamente! São duas pessoas de classe média alta que só ” fala bem” dos restaurantes frequentados pela elite e daqueles que são pagos para ir até lá para ” inflar o ego” do dono do estabelecimento, como foi no restaurante Japonês da Barra da Tijuca essa semana. Pois, o povo da Zona Norte, parecem até ter nojo!
    Ao visitar o Norte Grill , Paulo logo que entrou e, só de olhar rapidamente, disse que o sushi estava ressecado ( sem esperimentar) e era visível o mal estar dos dois no restaurante da zona Norte. A poucos dias foram em uma casa de festa em Madureira, chamada Icasinha, que serve rodízio de coisas de festas infantis. Pagaram R$40,00 cada um com direito a tudo ( até refrigerante)! Lá, falaram mal de quase tudo que comiam…e exigiam qualidade de restaurantes Master Chef! Juliana no final do vídeo ainda afirma: ” Não voltaria aqui”, condenando o sonho de alguém que criou o rodízio para salvar seu negócio da crise que a pandemia trouxe! Ora, quando foram no hotel da Cacau show, onde também não foram pagos para ir, disseram que não voltariam, mas deram como justificativa o valor alto que não compensava com a qualidade do serviço, porém, no Icasinha disseram que não voltariam devido a má qualidade dos produtos. Por R$40,00 queriam o que? Cadê o discurso do ” custo benefício”???
    Enfim…. está aí a hipocrisia!
    Obs. Não são formados em gastronomia, portanto não sabem de nada!!! Ter pai, irmã ou família que sabe cozinhar não capacita ninguém a julgar! No caso deles, o “pagamento” dos restaurantes dão essa capacitação!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui