Praia de Mauá | Foto: Reprodução

Apesar de pouco comentados, existem vários pontos turísticos espalhados pela Baixada Fluminense, sejam eles museus, locais históricos, cachoeiras e até mesmo uma praia. 

Estrada de Ferro Mauá | Foto: Reprodução Internet

Mauá fica localizado no município de Magé. Lá, encontra-se a primeira ferrovia do Brasil. Construída pelo Barão de Mauá, a Imperial Companhia de Navegação a Vapor e Estrada de Ferro de Petrópolis, conhecida como Estrada de Ferro Mauá foi inaugurada em 30 de abril de 1854 e foi tombada pelo Patrimônio Histórico quando completou 100 anos. Apesar de estar desativada, a Estrada de Ferro Mauá se encontra aberta à visitação. Na região, também é possível conhecer a praia onde as embarcações que vinham para o Rio de Janeiro atracavam: a praia de Mauá.

Já em Nova Iguaçu, também há uma variedade de locais que vale a pena visitar. A Reserva Biológica do Tinguá estende-se por quatro municípios, mas sua maior parte fica em Nova Iguaçu. Ela tem áreas de mata atlântica, rios, cachoeiras e piscinas naturais, abriga animais em extinção e possui uma área de 26 mil hectares. A Reserva é reconhecida como Patrimônio Histórico pela Unesco.

O Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu, também conhecido como Parque do Vulcão, foi criado em 1998 e tem diversas trilhas, cachoeiras e poços. Entre as trilhas, é possível conhecer um pouquinho da história de Nova Iguaçu e, além disso, o parque também oferece atividades mais radicais, como voo livre e rapel na cachoeira Véu da Noiva. A entrada é gratuita, bastando apenas apresentar documento com foto.

Ainda em Nova Iguaçu, também é possível visitar as Ruínas da Vila de Cava, onde ficava o conjunto arquitetônico da fazenda São Bernardino. A propriedade, que é tombada, sofreu um incêndio na década de 1980 que arruinou o que restava dela, sobrando apenas ruínas. Apesar de estar disponível para visitação, é importante ter atenção, pois o local não é muito movimentado e, por conta disso, existem registros de furtos e roubos na região.

Pico da Coragem | Foto: Divulgação

Em Japeri, encontra-se o Pico da Coragem. Com 520 metros de altura, ele é explorado por amantes de esportes radicais, como voo livre, asa-delta e parapente. Existem três diferentes rampas naturais, onde é possível realizar o voo individual ou em dupla. O acesso é feito através de uma trilha, cuja entrada é pela Rodovia Presidente Dutra, na altura do Km 33.

Parque Natural da Taquara | Foto: Cléber Júnior / Extra

Localizado em Duque de Caxias, o Parque Natural da Taquara é uma ótima opção para quem gosta de ficar próximo à natureza. Tem quase 20 mil hectares de Mata Atlântica, contando com cachoeiras, nascentes e quedas-d’água cristalinas. Além do visual, é possível encontrar micos-leões-dourados, preguiças e pacas, e ainda diversas espécies de aves. O acesso ao parque é pela Estrada Cachoeira das Dores, na Taquara, em Duque de Caxias.

Reconhecido como patrimônio material pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Cultural, o Museu Vivo de São Bento tem uma área total de 102 quilômetros quadrados. Primeiro do gênero na Baixada Fluminense, ele fica no lugar onde funcionou a primeira fazenda do município, também chamada de São Bento. A Casa Grande foi construída anexa à capela entre 1754 e 1757, para abrigar os padres que chegavam a trabalho ou para descanso. Em 1921, o terreno foi desapropriado para sediar uma colônia agrícola. O museu fica na Rua Benjamin Rocha Júnior, em Duque de Caxias.

Já em Guapimirim, encontra-se um dos acessos ao Parque Nacional da Serra dos Órgãos, que faz parte do circuito turístico da Serra Verde Imperial. O parque é uma boa dica para quem curte fazer caminhadas, além de oferecer acesso a uma cachoeira. Na cidade  também ficam a casa-sede da antiga fazenda Barreira do Soberbo e a capela de Nossa Senhora da Conceição, construída no século XVII.

Além disso, a APA Guapimirim oferece um passeio pelos rios Guaraí, Caceribu e Guapimirim, com diversas paisagens belíssimas. A APA foi criada em 1984 e é gerida pelo Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio), que realiza o trabalho de proteção dos remanescentes de manguezais. Além de Guapimirim, a APA abrange parte dos municípios de Magé, Itaboraí e São Gonçalo. A visitação é gratuita e também conta com um percurso a pé, acompanhado de funcionários.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui