As eleições municipais no Brasil em 2020 ocorrerão em 2 de outubro, com segundo turno ocorrendo em 30 de outubro. Os eleitores escolherão os prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Além de acompanhar de perto as movimentações para as eleições na capital fluminense, o DIÁRIO DO RIO também apresentará ao leitor as informações sobre o “esquenta das urnas” nas cidades da Baixada Fluminense.

Começamos por Duque de Caxias. Com 914 mil habitantes, é o município mais populoso da Baixada Fluminense e o terceiro, do estado, ficando atrás apenas da capital fluminense e da cidade de São Gonçalo.

A cidade emancipou-se da vizinha Nova Iguaçu em 1943. O nome escolhido para o município foi uma homenagem a um de seus mais ilustres cidadãos, o marechal Luiz Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, comandante das forças brasileiras durante a Guerra do Paraguai (1864-1870) e considerado patrono do Exército.

Sua economia, que totaliza um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 25,7 bilhões, tem como foco os setores de indústria e serviços. Um importante componente da economia caxiense é o Polo Gás-Químico, que tem entre as principais empresas a Refinaria Duque de Caxias (Reduc), da Petrobras.

Apesar disso, Duque de Caxias tem um dos piores índices de pobreza do estado, com 53% da população vivendo nessa situação. O sistema de coleta e tratamento de esgoto do município também é considerado um dos dez piores entre as maiores cidades do Brasil.

Até o momento seis candidatos se apresentam para disputar o cargo de prefeito da segunda principal economia fluminense e 17ª do país. Desde das eleições de 2000, os eleitores de Duque de Caxias não reelegem o gestor municipal para um segundo mandato consecutivo.

Além dos nomes abaixo, podem surgir como pré-candidatos, os ex-deputados estaduais Marco Figueiredo (PV) e Geraldo Moreira (PODE) e uma candidatura do PSOL com a ex-candidata a vice-governadora nas eleições de 2018, professora Ivanete Silva ou a ex-candidata a prefeita nas eleições de 2008, Leninha.

Por ordem alfabética, o quadro abaixo, relaciona os principais nomes que até a presente data, manifestaram suas pré-candidaturas.

ALUIZIO JÚNIOR (PT)

Após quinze anos sem disputar as eleições majoritárias, o PT lançou a pré-candidatura do Presidente do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Casa da Moeda, Aluízio Júnior, para representar a legenda nas eleições de 2020. Aluízio, é formado em Administração, foi vice-presidente estadual do PT e é o primeiro suplente de vereador do partido. A intenção do PT é apresentar os benefícios e legado que Lula e Dilma trouxeram para Duque de Caxias e resultados positivos das gestões do PT nas cidades de Mesquita, Nova Iguaçu e Paracambi.

DICA (PL)

O advogado e ex-deputado estadual Dica foi o segundo colocado das eleições de 2016. Teve mais de 46% dos votos em uma disputa acirrada contra o atual prefeito Washington Reis (MDB). Dica exerceu um mandato de vereador e cinco de deputado estadual. Nas últimas eleições, foi candidato a deputado federal e ficou na segunda suplência. Dica conta com a contribuição do governador Wilson Witzel (PSC). Na festa da vitória contra Eduardo Paes (MDB), nas eleições 2018, o então ex-juiz, celebrou em vídeo divulgado nas redes sociais, agradecendo o apoio de Dica e lhe chamando de “nosso futuro prefeito em Caxias”. Se nada mudou…

MARCELO DO SEU DINO (PSL)

O deputado estadual Marcelo do Seu Dino deverá ser o candidato do clã Bolsonaro. Aliás, o Presidente Jair Bolsonaro, comentou segundo o jornal o Globo, que vencer o pleito em Duque de Caxias é uma questão de honra. Marcelo é policial militar, exerceu dois mandatos de vereador, foi candidato a vice-prefeito nas eleições de 2016, na chapa do deputado federal Áureo (SDD) e emplacou sua esposa, Deisi do Seu Dino para o mandato na Câmara Municipal.

MAZINHO (PDT)

O ex-presidente da Câmara Municipal de Duque de Caxias, anunciou sua intenção disputar as eleições pelo PDT. Mazinho foi vereador, secretário municipal em Duque de Caxias e Magé, preside a instituição Apaixonados por Quatro Patas. Nas últimas eleições disputou o cargo de deputado estadual, ficando na quarta suplência.

WASHINGTON REIS (MDB)

Em busca de por fim a não reeleição dos prefeitos, o atual, Washington Reis disputará a reeleição apostando na atuação da gestão municipal na área da saúde, seu cartão de visita para conquistar o terceiro mandato a frente do Poder Executivo. Washington foi vereador, vice-prefeito, deputado estadual e deputado federal. Seu primeiro mandato foi entre 2005 à 2008. Quando disputou a reeleição, foi derrotado no primeiro turno para Zito. Nas últimas eleições, elegeu os dois irmãos Rosenverg e Gutemberg Reis para os cargos de deputado estadual e federal, respectivamente e ainda conta com o apoio do deputado federal Áureo (SDD).

ZITO (PP)

Três vezes Prefeito de Duque de Caxias (1996 à 2004 e 2009 à 2012), o ex-deputado estadual José Camilo Zito não esconde seu interesse em buscar um quarto mandato. Zito para muitos é um divisor de águas na história do município, foi eleito o “Melhor Prefeito do Brasil”, elegeu seu irmão Prefeito de Belford Roxo e sua ex-esposa Prefeita de Magé. Zito tem sido visto constantemente nas feiras livres e todas as terças apresenta um programa ao vivo nas suas redes sociais com duras críticas ao seu ex-vice-prefeito Washington Reis (MDB).

19 COMENTÁRIOS

  1. Washington Reis e um lixo como prefeito de todos ele e o pior canalha se enriqueceu em cima do povo ele e a família os irmão todos mamam no governo dele o irmão Júnior reis manda em Xerém envadem terras dos outros tem que sumi de caxias acorda população

  2. lamentável esses candidatos sempre os mesmos muito triste isso acredito que nosso município continuará do mesmo jeito sem governo decentes

  3. Não existem candidatos confiáveis a Prefeitura do Município do Rio de Janeiro. Principalmente casos existam candidatos envolvidos em Corrupções. Não deveriam ter direitos a VOTOS.

  4. Como se sempre velhas caras, velhas práticas políticas. Já ouve afirmações que alternância no poder, gera transformações positivas. Em nossa cidade, parece que essa máxima não condiz com o fato citado. Pelo visto, o único nome novo é o candidato do PT, de resto, são restos. Vamos aguardar para vermos se aparece alguém com um projeto Político de Cidade, algo que vá além do tempo de mandato. As demandas das Políticas Públicas são substanciais. Existem em nossa cidade, vários agrupamentos populares que participam de forma robusta de projetos sociais que visam a dinamização, e promovem propostas relevantes. Acredito que o candidato que agregar em sua proposta de governo as plataformas de tais parcelas da sociedade duquecaxiense, poderá levar uma certa vantagem na disputa com os outros candidatos. Nesse caso, estou a me pautar em Referendos e Plesbicitos.

  5. O Psol Caxias ainda não definou quem será a candidata que poderá ser Rose Cipriano candidata a deputada estadual com 17.400 votos e a quarta suplente ou Ivanete.

  6. Boa noite!
    A matéria acima veiculada merece uma correção. José Camilo ZITO dos Santos Filho, e único prefeito reeleito em Duque de Caxias-RJ, elegeu-se em 1996,reelegeu-se em 2000.
    Em respeito ao leitor do jornal Diário do Rio.com. Espero que a correção seja feita.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui