O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, seu reuniu com a sua equipe neste sábado (6/02), no Centro de Convenções Sulamérica, no Centro, para fazer uma avaliação da gestão municipal até o momento. Na reunião, também foram apresentadas as metas para o planejamento estratégico a ser executado nos próximos meses.

De acordo com Paes, as metas apresentadas pelo secretariado durante o encontro são relacionadas aos seus compromissos de campanha. Paes, porém, não descarta a inclusão de novos objetivos no planejamento estratégico da Prefeitura, o que depende das demandas e discussões geradas pela sociedade.

Ao fim da reunião, Eduardo Paes conversou com jornalistas sobre vários assuntos, inclusive sobre o impasse com o Sindicato dos Rodoviários, que cobra melhores condições salariais aos motoristas do BRT Rio.

O prefeito afirmou que os desafios enfrentados na cidade são grandes, sendo que o foco do momento é a crise sanitária gerada pela Covid-19. Paes enfatizou que a questão do transporte público na cidade sempre foi um problema. Ele disse ainda que a paralisação dos motoristas do BRT na última segunda-feira (1/02) por falta de pagamento, pareceu ser uma “operação tartaruga” orquestrada pela concessionária administradora do BRT Rio para pressionar o poder público.

A concessionária pagou, nesta sexta-feira (5/02), a segunda parcela do salário de janeiro para todos os trabalhadores que não exercem funções de liderança (95% da mão de obra). Os demais funcionários devem ser pagos nesta segunda-feira (8/02).

Em nota, o BRT Rio adiantou que segue em busca de soluções emergenciais para enfrentar o desequilíbrio em suas contas e garantir a continuidade do funcionamento do serviço, apesar da ameaça de colapso econômico-financeiro.

De acordo com dados fornecidos pela concessionária, o sistema BRT Rio registrou uma queda de até 75% no número de passageiros durante os primeiros meses de pandemia. Hoje, essa queda se mantém no patamar de 45% em relação ao período anterior à pandemia. A perda de receita entre março de 2020 e janeiro de 2021 atingiu R$ 200 milhões, segundo a concessionária.

O Sindicato dos Rodoviários definiu que não haverá paralisação até esta segunda-feira (8/02). A decisão foi firmada após uma reunião de conciliação com representantes do BRT Rio mediada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), na última terça-feira (2/02).

8 COMENTÁRIOS

  1. Só se transformar o BRT em VLT neobonde e assumir que errou ao acatar o Projeto Ultrapassado dos “Ligeirinhos” Jaime Lerner. Quando que BRT’s dariam certo numa metrópole de 7 milhões de habitantes? O RIO de Janeiro precisa de mais metrôs, mais VLT’s neobondes e catamarãs oceânicos navegando pelo nosso mar. Ouse mais, Paes!

  2. O BRT só será efetivo se a prefeitura fizer um contrato porteira fechada igual ou similar ao metrô.
    Em quanto as estações ficarem na administração da prefeitura onde não tem um efetivo controle da entrada e saída de passageiro, como o BRT pode dar certo entra 1000 e só pagam 300.
    Eduardo Paes quando você irá admitir que este modelo não deu certo.
    Entregue toda gestão ao consórcio e cobre e fiscalize, isto que e gestao.
    Todas concessões foram assim porteira fechada e estão dando certo em todo país.
    Ou revele qual o interesse num modelo falido.
    será cabide de emprego ?

  3. É incrível ver certos comentários que só servem para denegrir a imagem de terceiros e que não ajudam em nada. Na falta de argumentos ficar calado é uma excelente opção. Parabenizo Eduardo Paes pela excelente gestão. Obrigado prefeito

    • Está passando pano! Onde está a excelente gestão? Vai andar de BRT pra o sr. ver! Conversa com funcionários públicos e servidores municipais com salários atrasados, filas nos postos de vacinação, a cidade está imunda, não se vê mais garis nas ruas! Acorda!

  4. Grande parte desse legado de destruição que passa a Cidade do Rio de Janeiro é graças ao atual Prefeito. Obras mal feitas, inacabadas, superfaturadas e muita corrupção. Eduardo Paes recebeu “rios” de dinheiro do Governo Federal, mesmo assim usou muito mal os recursos, graças a sua incompetência e a falta de Fiscalização.
    Ainda o atual Prefeito não parece nada inteligente, se aliando ao Botafogo da Odebrecht e ao Calcinha apertada e se afastando cada vez mais de quem detém os recursos imprescindíveis para a Cidade, ou seja, o Governo Federal. Ele ainda deu bola fora em abrir um Edital para distribiuir dinheiro aos blocos de Carnaval, embora não tenha Carnaval neste ano. Vai jogar mais uma vez dinheiro dos contribuintes no lixo. Outra coisa, não irá recorrer , pra mim por PREVRICAÇÃO, a liminar que devolve a Linha Amarela à Concessionária.

  5. Paes sabe muito bem que tem pendências abertas desde qdo era prefeito. O BRT é uma, ar-condicionado nos ônibus, legado olímpico, BRT da Brasil, abandonado maravilha..ops digo Porto, ciclovia Tim Maia, na saúde e na educação…sem o carinho de outrora do ex presídiario Lula e do preso Sérgio Cabral…o desafio é duplo! Correr do Uber Black da Federal/Civil e do MP!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui