Nesta quarta-feira (30/09), o candidato à prefeitura do Rio Eduardo Paes (DEM) garantiu que irá fornecer equipamentos eletrônicos e acesso gratuito à internet para os alunos da rede municipal de ensino, durante uma visita ao Campus do Amanhã, um conjunto de oito escolas no Complexo da Maré.

Ele destacou que também irá implementar medidas emergenciais em seus primeiros dias de governo, como a contratação de 500 professores, para diminuir o desequilíbrio na qualidade educacional existente entre as instituições públicas e privadas.

Vamos lançar um programa que estamos chamando de “Conectados”. O objetivo principal desse programa é a distribuição de tablets, computadores e acesso à internet para todas as crianças da rede municipal, a partir de uma determinada idade. Diminuiremos essa desigualdade entre aquelas que estão na rede privada e aquelas que estão na rede pública”,  frisou Paes.

O candidato destacou o retrocesso sofrido pela Educação nos últimos quatro anos. Lamentou que foram demitidos quase dois mil professores, a estagnação do Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb) e a falta de planejamento atual da prefeitura em relação aos efeitos da pandemia no sistema educacional.

Na verdade, o que o Crivella (Marcelo, prefeito) iniciou foi quase um ensaio de aprovação automática. Então, a prova, a nota, ela piorou. Temos salas de aula cheias e uma falta de planejamento completo da prefeitura em relação à pandemia. Não há qualquer proposta, as crianças não sabem o que vai acontecer”, disse Paes.

Ele ainda contou que já elaborou ações que serão implantadas nos 100 primeiros dias de governo para socorrer de imediato a Educação. Dentre as medidas está a contratação de professores.

Vamos contratar 500 professores e voltar a fazer concurso. Fazer o que estamos chamando de 2 anos em 1, já olhando para o momento em que as aulas voltarem. A Educação representa 25% das despesas do município. Não há dúvida que esses recursos são mais do que suficientes para colocar essa rede funcionando. Atualmente, é muito recurso sendo gasto e muita incompetência. Aumentei o orçamento da Educação de R$ 4 bilhões para R$ 7 bilhões. Um aumento real de quase R$ 3 bilhões. O Crivella tem um decréscimo no valor do dinheiro gasto na Educação”, afirmou o candidato.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui