Eduardo Paes, prefeito do Rio - Foto: Reprodução/TV Globo

Durante a apresentação do 22º Boletim Epidemiológico da Covid-19, na manhã desta sexta-feira (04/06), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, opinou que considera inadequado o momento atual da pandemia no país para que seja realizada a Copa América, agendada para começar no próximo dia 13/06.

O chefe do Poder Executivo da capital fluminense, no entanto, ressaltou que não se pode criticar apenas a referida competição, especificamente falando, uma vez que outros torneios, como a Libertadores e o Campeonato Brasileiro, estão em andamento.

”Nós não pedimos Copa América. A Prefeitura do Rio não tem absolutamente nada a ver com a decisão de realizar jogos da Copa América no Brasil. Se perguntarem minha opinião, acho que é meio inoportuno neste momento um grande campeonato desses. Agora, também eu não vou fazer uma coisa só contra a Copa América. Está tendo jogos da Libertadores e do Brasileirão em todos os estádios de futebol sem torcida”, afirmou.

Paralelamente, o prefeito lembrou do atual decreto estabelecido, válido até 14/06, que permite a realização de partidas de futebol no Rio.

”Já há um decreto em vigor, com validade até o dia 14/06 – e trabalhamos e torcemos para que continue em vigor -, que permite a realização de jogos de futebol no Rio de Janeiro sem torcida. Não vai ter ‘convescote’. Sabe aquela coisa de trazer patrocinadores e amigos do poder? Isso não está permitido. O que está permitido é colocar 22 jogadores em campo sem torcida. Eu não sei nem quando é o jogo da Copa América aqui no Rio, mas, se até lá a situação se agravar e o decreto mudar, vai mudar e acabou”, disse.

Por fim, Paes ressaltou que a Prefeitura, até o presente momento, não foi consultada formalmente sobre a autorização ou não para que a Copa América seja disputada na cidade. Ele, porém, diz acreditar que a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), responsável pela organização da competição, esteja levando em consideração, de maneira ”automática”, o decreto que autoriza as partidas no Rio.

”Até agora não houve nenhuma consulta formal à Secretaria Municipal de Saúde. O que eu imagino, é que eles [Conmebol] estejam se guiando pelo decreto em vigor na cidade, que permite a prática de jogos de futebol sem torcida. Ainda há pouco mesmo tivemos 2 Fla-Flus [finais do Campeonato Carioca]”, concluiu.

A Copa América no Brasil tem previsão de início para 13/06 e de término para 10/07. No Rio, as partidas serão disputadas no Estádio Nilton Santos (Engenhão) e a final no Maracanã. Ao todo, 10 seleções participarão do torneio: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

2 COMENTÁRIOS

  1. Prefeito libera.
    Estive há dias na Cidade de Aparecida do Norte (Catedral), e por lá embora de duas em duas horas, a multidão está frequentando as missas. O Comércio está de vento em popa, os hotéis com as prevenções recebendo os turistas normalmente.
    Enfim, determina as exigências, mas libera.
    O Rio precisa retornar.
    Temos que trabalhar.
    O Rio de Janeiro é a cidade dos Serviços.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui