Respectivamente, João Pedro e o pai, Marcelo Freixo - Foto: Reprodução

O Domingo de Páscoa (04/04), dia tradicionalmente de paz, foi de conflitos virtuais na política do Rio de Janeiro. Além da troca de farpas entre o governador em exercício Cláudio Castro (PSC) e o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL), possíveis adversários nas eleições de 2022, o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (DEM), rebateu um vídeo publicado via Twitter, na última sexta-feira (02/04), pelo também deputado federal Luiz Lima (PSL) no qual criticava a nomeação de João Pedro Duarte Ribeiro, que é justamente filho de Freixo, para o cargo de ”assessor 2” na Secretaria Municipal de Esportes.

Em sua publicação, Lima destacou o salário recebido por João Pedro na função, que, segundo ele, ultrapassa o teto comum da categoria, e o fato do filho de Freixo não ter formação na área de esportes.

”Prefeito Eduardo Paes nomeia filho do deputado Marcelo Freixo, do PSOL, na Secretaria de Esportes do município, com salário de R$ 9 mil – três vezes o piso salarial da categoria de profissionais de Educação Física. Vale lembrar que o jovem não tem formação na área esportiva”, disse, para posteriormente concluir: ”Freixo segue a cartilha do ‘Faça o que eu falo, não o que eu faço’. E Eduardo Paes mostra que continua com suas ligações espúrias com a esquerda. Tudo pelo poder.”

Em sua resposta, Paes exaltou a capacidade de João para a função e aproveitou para ironizar Luiz Lima, derrotado por ele na disputa municipal em 2020.

”Grande aquisição da Secretaria de Esportes! Soube que o cara é um jornalista competente e está arrebentando lá. Não é só pq o PSOL e o Freixo fazem oposição a mim que eu vou tirar o cara. Já estou até querendo promover. Na próxima eleição, vem disputar de novo. Como já te derrotei, escolho eu”, disse.

Indo mais a fundo, Lima retrucou questionando o motivo de contratar um jornalista para a Secretaria de Esportes. Paes, então, justificou a escolha lembrando ao deputado que ”existe assessoria de comunicação na pasta”.

Vale ressaltar que a nomeação de João Pedro Duarte Ribeiro, assinada pela subsecretária de Esportes da gestão de Eduardo Paes, Ana Paula Teixeira, foi publicada no Diário Oficial do Município no último dia 10/03.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Raphael Fernandes

Raphael Fernandes é jornalista, baixista e apaixonado por futebol. Integra a equipe do DIÁRIO DO RIO desde fevereiro de 2019 e, paralelamente, atua como repórter no radialismo esportivo carioca.

13 COMENTÁRIOS

  1. Um bando de desonestos e aproveitadores. Arranjam cargos para todos os parentes e depois querem dar uma de honestos. São todos iguais. Que vergonha Freixo, Paes e todos os que se fazem de baluartes de honestidade. ????????????????????????

  2. Eduardo Paes não vai se pronunciar, depois do Psol, e os outros oposicionistas suspenderem as aulas presenciais no Rio? Os pais deram de cara na porta nesta segunda-feira, e ninguém diz nada. Só importam os conchavos políticos para 2022. Aí, vale emprego, e o que mais vier.

  3. É filho do Freixo ali, é filho do Chico Alencar mais adiante e o PSOL mostra que não tem nada de novo mesmo.
    Eita povo hipócrita, que se esmera em cheirar o rabo alheio estando com o próprio completamente sujo.

  4. Crivella empregava centenas de pessoas para ficarem monitora NSO equipes de reportagens de uma emissora contra a qual ele e o gado de bolsominios declaravam (e declaram) ódio.

  5. Luiz Lima é um tremendo hipócrita.
    Todo órgão, seja Ministérios ou Secretarias de governos, até Polícias, Tribunais, tem profissionais contratados da comunicação do órgão.
    Se o sujeito é da área de comunicação e é lotado para exercer funções na área respectiva do órgão, então nada tem de desvio…
    Tem desvio é o Jairinho colocar a mulher que é da Secretaria da Educação no Tribunal de Contas.
    Tem algo de estranho é o Romario colocar como assessora de gabinete uma dentista.
    Tem algo de absurdo é a família Bsonaro colocar como assessores de gabinete milicianos e seus parentes, caseiro, vendedora de açai…

  6. O nervosinho já está mostrando a que veio, com dezenas de processos contra ele adormecendo no MPERJ, só contamos com Deus para ele ser preso… Agora nomeou o filhinho do Freixo, coitadinho, não arruma trabalho em lugar nenhum, é mais um “asponde” para ficar pendurado na prefeitura ganhando sem trabalhar, eles não estão nem aí pro povo, são degenerados, vale tudo, primeiro o meu.

    • São processos (isto é, com recebimento de denúncia) ou apenas procedimentos aputatorios(???) Procedimentos coleciona aos montes a família Bolsonaro. Alguns ar.quivado como procedimento por crime ambiental contra o Bolsonaro (pai) que depois (quando eleito) ainda perseguiu o agente público…

  7. Meus parabéns Prezado Senhor Raphael Fernandes.

    Está tudo mundo comentando este assunto!

    O povo passando por necessidades e o prefeito faz uma vergonha dessa.

    O cidadão não tem a menor qualificação para ocupar o cargo.

    Ele só ocupa este cargo porque ele é filho do Freixo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui