Eduardo Paes, prefeito do Rio Foto: Reprodução

Na manhã desta segunda-feira (01/03), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), se reuniu com os integrantes do comitê científico da cidade do Rio para analisarem os números de casos, leitos disponíveis e mortes causadas pela Covid-19. Paes fez uma publicação em uma rede social afirmando que as restrições atuais devem ser mantidas.

O encaminhamento que recebi é de que devemos manter as restrições que já temos na cidade, – intensificando o controle – e acompanhar de perto os números da secretaria de saúde. Não há – nesse momento – qualquer necessidade de ampliação das restrições, segundo eles”, afirmou o prefeito via Twitter.

Em cerimônia realizada no Cristo Redentor para divulgação do cronograma de celebrações dos 90 anos do monumento, o prefeito também afirmou que espera ter toda a população idosa da capital fluminense vacinada até abril.

Caminhando, se as vacinas estiverem chegando do jeito que a gente espera, é possível ter, até o fim de abril, as pessoas com mais de 60 anos e com comorbidades vacinadas. O que melhora muito o quadro, mas depende da chegada da vacina”.

Na última sexta-feira (26/02), Paes afirmou que não descarta medidas mais rígidas contra a Covid-19, como um lockdown, embora afirme que não seja momento para isso.

“Me perguntam: por que não faz logo um lockdown? Não há necessidade disso agora. Se houver, a gente faz. Não faremos com prazer, mas, se tiver, faremos o que for preciso”, disse o prefeito.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui