Hoje teve o 3º debate do 2º turno entre os candidatos ao governo do Rio em 2018, e o 1º na Tv Aberta, na Band Rio, entre os candidatos Eduardo Paes (DEM) e Wilson Witzel (PSC). O clima entre os candidatos foi beligerante desde o início, com Paes tentando desconstruir a imagem ética de Witzel. Já Witzel, lembrava as alianças de Paes com Cabral e Lula.

O debate não diferiu muito dos da Firjan e do O Globo, e como nos outros o ex-prefeito do Rio mostrou mais jogo de cintura, afinal, são mais de 20 anos de política e já de acostumou a debates e é muito melhor treinado. Enquanto Witzel acaba passando uma imagem de prepotência, especialmente ao insistir que era juiz e chamar o ex-prefeito de bacharel em direito, como se fosse superior aos apenas formados em direito.

O candidato do PSC também teve dificuldades em responder a questões sobre a amizade com Mário Peixoto, com o advogado do Ném e do próprio envolvimento do presidente de seu partido, Pastor Everaldo, na Lava Jato. Além dos vídeos que foram apresentados no 2º turno, como o da “reengenharia” para ganhar R$ 4 mil por mês como juiz federal, a resposta a todas estas questões dificilmente convenceram.

Nesse debate, como nos outros, Paes se saiu muito melhor. Por mais que Witzel insista em lembrar as denúncias contra Paes, as pessoas votam nele apesar disso, já que é fato conhecido por todos. Entretanto, cabe ao ex-prefeito do Rio, até o dia 28 de outubro, desconstruir a imagem do ex-juiz, e isso ele tem feito tanto na campanha de Tv, quanto nos debates e feito bem. Afinal, muita gente ainda desconhece Witzel, e vota nele por uma questão de ética e renovação, e é nisso que a campanha do Democratas tem batido.

Se a campanha continuar assim, e com a audiência do debate da Globo, com audiência e maior repercussão, não seria inesperada uma virada de Paes.

Assista ao debate:

4 COMENTÁRIOS

  1. […] As empresas de Mário Peixoto e de sua família são as principais fornecedoras de mão de obra terceirizada na atual administração de Wilson Witzel. O empresário é ligado principalmente ao advogado Lucas Tristão, secretário estadual de Desenvolvimento Econômico. Ele chegou a trabalhar para Peixoto antes de Witzel assumir o governo, em 2019. Durante os debates de 2018, Eduardo Paes por várias vezes falou da ligação de Witzel e Peixoto du…. […]

  2. Gente, o Eduardo Paes é o candidato do Sistema, é o candidato da Globo. Ele vai ser preso se não for eleito, pois não terá foro privilegiado. Temos que votar no Wilson 20 de qualquer jeito!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui