Palácio imperial ou ruína habitada, o dilema de um governo “patriota” no bicentenário fake

Quinta da Boa Vista, berço do verde amarelo, virando seu túmulo, com dinheiro público e apoio do governo que tanto diz "amar a bandeira".

Museu Nacional sofreu perda quase total do seu patrimônio, em 2018 / Reprodução

2022 é o ano do bicentenário da nossa independência. Lugares normais comemoram este tipo de data no mesmo local onde fatos como este ocorreram, que normalmente estão bem cuidados, restaurados, enfeitados, tinindo, repletos de turistas que, aliás, pagam caro pra conhecer estes palácios, castelos. São os altares da pátria. Nós sequer temos consciência que o nosso é o Palácio de São Cristóvão, na Quinta da Boavista. Não temos e agora trabalhamos, vestidinhos de verde-e-amarelo, para apagá-lo para sempre. Incendiado já foi, no dia 2 de setembro…mesmo dia da assinatura do ato que gerou nossa independência, referendado 5 dias depois por Pedro I.

O Paço de São Cristóvão, conhecido também como museu nacional, é muito mais do que a construção onde moraram D. João VI, D. Pedro I, D. Pedro II e a princesa Isabel. É um ícone do feminismo, já que as duas primeiras governantes do país – Leopoldina e Isabel, mais de um século antes da presidenta – moraram e despacharam de lá. É um símbolo dos direitos civis no país: lá foi gestada a lei do ventre-livre, a proibição do tráfico de escravos, e por fim a abolição da escravatura no país. É uma possível e óbvia fonte de recursos, emprego e renda para todos os cariocas e para o país, pois se transformado novamente em um Palácio, restaurado e reconstruído, será certo destino de todos os turistas, que vão querer conhecer de perto o exótico império dos trópicos. Tem potencial de mudar também, de forma eterna, o panorama da região central do Rio e, especialmente, o bairro imperial de São Cristóvão.

Nas Américas, o único Palácio que atrai milhares de turistas todos os anos, é o da Disney. Nós temos o Palácio Imperial original do continente e estamos bem perto de desfigurá-lo e perder a oportunidade de faturar alto e gerar empregos. Pois é, o governo federal – o mesmo que acaba de gastar 211 mil reais pra fazer uma rampa de concreto na UFRJ – quer “poupar” dinheiro e transformar o lindo imóvel numa ruína habitada, com pontes de metal, tijolos aparentes, e colocar umas ossadas de baleia pra enfeitar tudo isso. Abaixo, as fotos da versão ‘master’ do Parque das Ruínas em Santa Teresa, em que querem transformar a antiga residência oficial dos governantes do país. E o projeto ainda quer concretar parte dos famosos jardins de Glaziou, para fazer um “jardim contemporâneo”. Mais do mesmo.


Isso vindo dos bolsonaristas parece bem contraditório. Afinal, quem é que causa real estrago ao pisotear a bandeira nacional? Uma artista qualquer que deu pití ao perder a graninha da Lei Rouanet durante um show particular ou um governo que está pagando pra destruir e desfigurar a História do Brasil e mais especificamente o exato local onde a bandeira foi criada e pela primeira vez hasteada entre as naç?es do mundo? Bicentenário fake, porque sequer valoriza o local da assinatura da independência!

Este projeto completamente delirante está prestes a ser aprovado. Qualquer prédio de grande porte pode servir pra enfiar ossos de baleia e história natural. Aliás, ao governo não faltam prédios por aí, estão todo dia tentando leiloar um diferente. Mas a Quinta da Boa Vista, com seu Palácio Imperial, pode ser um grande diferencial para o país e para o turismo, além, é claro, do lado do patriotismo e do civismo. E isso aí não é nenhum monarquista que está dizendo não. Os bolcheviques, na União Soviética, fuzilaram a família imperial russa, mas restauraram à perfeição os palácios de Leningrado, ops, São Petersburgo. Hoje, geram bilhões em divisas, além de serem símbolo da história russa. Claro, quem rasga dinheiro não é comunista: é idiota. E os exemplos não páram por aí. Na Polônia, o Palácio Real havia virado pó durante a II Guerra (foto abaixo), Foi reconstruído à imagem e semelhança do original, também pelo regime comunista. Hoje, é Patrimônio Mundial da Unesco, que apoia restauro e reconstrução no mundo todo, mas descrimina o Brasil e somente aqui defende o apagamento total do maior símbolo da memória nacional.

Restaurar Palácio e agir de forma inteligente com o turismo é coisa de comunista. Vide o Palácio Real da Polônia, acima.

Os chineses… ah.. esses comunistas! Conservam e cuidam de todo o acervo da Cidade Proibida, cenário de filmes incríveis como O Último Imperador. Afinal, governos têm ideologias mas também têm interesses culturais, econômicos, históricos e patrióticos. Pelo menos os outros. O que dizer dos xiitas no Irã? Nada. Também mantém todo o acervo e os palácios do Xá e da família Pahlevi intactos, e eles recebem milhares de visitantes todos os meses. Nem vamos entrar no mérito dos egípcios, cuja religião muitas vezes declara guerra às outras, mas os templos-mor do paganismo, as Pirâmides de Gizé, são tratadas como grande bibelô, por razões que são óbvias em todos os países menos no Brasil.

Se bem que parece que a cegueira é mesmo do governo federal, pois o governo do estado, em São Paulo, com todas as limitações de orçamento, dedicou belíssima e gigantesca reforma no Museu do Ipiranga, que se torna algo de primeiro mundo em meio à estupidez histórica dos órgãos federais com a história do país. E lá está ele, majestoso, íntegro, imperial, sem jamais ter sido ! (foto) Enquanto isso o Rio, nosso Rio, perde mais uma – isso, MAIS uma – coisa para São Paulo. Depois da Formula Um, dos Bancos, da Bolsa de Valores, agora vamos perder o palácio da independência para os paulistas?

Museu do Ipiranga, Imperial sem jamais ter sido. E nosso Palácio Imperial amarga um projeto irrelevante igual a centenas de outros com tijolinhos à mostra e vigas de ferro.

E vamos além. Vamos falar de tombamento federal? Essa porcaria existe mesmo ou é só algo que fiscais usam pra infernizar o pobre infeliz que tem um predinho de 300m2 no Centro do Rio de Janeiro? O Palácio é bem tombado federal, sujeita ao mais alto grau de proteção que existe: está no livro do tombo de ‘belas artes’. Leia-se se fosse a sua casa, caro leitor, você ia ter que reconstruí-la ou responder por multas milionárias. Vamos além: é tombado como Palácio Residência, e não como boate-hype-de-ipanema, em tijolinhos e vigas de ferro aparentes coloridas. A sua tutela é a mais restritiva de todas, incluindo interiores e cada detalhe, que é fartamente detalhado com fotos, descritivos, livros publicados em diversas épocas. O palácio de Windsor também pegou fogo e não virou concreto armado com piso de cimento queimado, não. Foi reconstruído pois, como a Quinta, havia registro total de seu interior, além da importância histórica. Nem vou falar da Igreja de Notre Dame. Não é só comunista que reconstrói e retrofita não, senhor Presidente.

Esta burrice econômica também é uma aberração histórica. A história é de todos nós. Ela não é, aquela com H maiúsculo, propriedade de algum burocrata que, numa canetada, apaga o passado, com seus erros e acertos, e ainda manda a conta pra gente pagar.

Advertisement

35 COMENTÁRIOS

  1. Um lerolero danado pra dizer da gestão nefasta e corrompida pela UFRJ. E o comentario malicioso ligando isso ao patriotismo é de uma desonestidade enojante. Que vergonha.

  2. Diário do Rio forma uma “clientela” de leitores potencialmente neofachos, amorfinados com as mesmas matérias medíocres de problema de gente branca de sempre para moradores de classe média alta da zona sul e tijuca, aí me vem com um texto lúcido desses e são chamados de comunistas. Deu a lógica. Definam um editorial claro ou passem por esse constrangimento.

  3. Pra começar “páram” com acento só um ignorante escreve. Isso de vocês não me surpreende. É corriqueiro mesmo. Não tem conhecimento nem do novo acordo ortográfico da língua portuguesa. Depois, desde criança fui ao Museu Nacional ver ossos arqueológicos, e tudo mais…. Hoje eu tenho 48 anos. Isso não foi criação do Governo atual. Quando pegou fogo, o Museu Nacional estava sob responsabilidade de vocês comunistas mesmo. Hello, ôuuuu! Procure se informar primeiro antes de escrever tanta baboseira; tanta merda! Aliás, merda e roubo é o quê os comunistas mais sabem fazer, além de praxe, jogar a responsabilidade sua para cima dos outros, crendo que o leitor brasileiro é idiota, e que cairá nesta intriga imbecil. Idiota não são, não! Comunistas aqui vão ao castelo da Disney curtir férias, no país mais capitalista do planeta, que são os Estados Unidos da América. Não sabem nem o significado real de comunismo. Deixem de ser hipócritas!

  4. “Presidenta”? Perdeu toda credibilidade nesse momento do texto.
    Ainda bem que foi logo no início e não tive que perder tanto tempo lendo abobrinha.

  5. Como um cara que se diz “jornalista” escreve uma bosta dessa?
    Esse esquerdopata doente mental deve ter sonhos eróticos com o Biroliro!
    Inacreditável como o chefe deixa publicar uma asneira dessa!
    Luladrão na cadeia!

  6. A UFRJ nunca teve capacidade para gerir o Museu, deixaram ele se deteriorar, hoje ja se sabe que esta tendo conflito de interesses na contratação da reconstrução, cadeia pra esses canalhas gananciosos.

  7. Impressiona o fanatismo de pessoas que somente desejam o mal do país! Qualquer pessoa que fizer uma pesquisa irá descobrir que o museu Nacional estava nas mão de gestores ligados a partidos de esquerdista, em especial ao PSOL. Esse gente que não sabe nem administrar coisa alguma deixaram o museu em estado de miséria e em condições precárias. Eu mesmo há poucos dias do incêndio estive visitando o museu e fiquei impressionado com o total desleixo que estavam suas instalações. Apesar de tudo que ocorreu essa quadrilha ainda está na gestão quando todos deveriam ser destituídos dos cargos.

  8. Hahahaha

    Tá sendo sencional a orda Bolsonarista chamando o Quintino, O QUINTINO, de esquerdista/comunista/qualquer coisa ista.

    Agem como anticorpos. Um Bolsonarista detecta que outro tá “ratiando” e já neutraliza ou elimina ele pra manter o sistema em ordem.

    Maravilhoso. Hahahaha

    Titubeia não Quintino!

  9. O problema aqui não é o Governo Federal, é a UFRJ, ela é que tem o controle do palácio. Todo prédio que ela bota a mão pega fogo ou cai de podre, tem método. Tentamos tirar da UFRJ mas o judiciário não deixou .

    Outra, fiz vários trabalhos, como historiador, dentro do edifício e pegou fogo justamente por causa daqueles que diziam amar a história e o prédio, sacanearam tudo lá dentro com dezenas de fios emendados com fita crepe, frigobar ligado gerando umidade no chão e na parede, muito material jogado a esmo. Os mesmos que ficaram na tv chorando dizendo que amavam o local e trabalhavam lá e que estavam vilipendiando a história são os mesmos que cagaram pra cuidarem dele enquanto estava de pé, só receber amavam as verbas polpudas e a molezinha de só precisar trabalhar 2x na semana e ficarem inventando seminários pra viajarem, nunca vi um povo viajar tanto pra demorar 6 meses pra encaixar uma entrevista com eles, era Paris, Berlim, buenos Aires, Lisboa mas rio de janeiro mesmo ninguém ficava.

  10. Me perdoe, mas o Palácio estava abandonado, não?! Comparar com Rússia que manteve os palácios e apagaram os gulag’s, China que apagou da memória do chinês os protestos da praça celestial da paz, a morte de 80 milhões de pessoas no período de Mao na “grande fome”, Irã e Xiitas que dinamitaram vaaarios templos no Afeganistão e no próprio Irã ou às pirâmides que eram de mármore branco, polido que foram desmontadas e quase que tomadas pela cidade do Cairo com um “lixão” bem ao lado… fala com a total imperícia de um esquerdista fanático e sem o mínimo conhecimento… lamentável essa lacração exacerbada do Diário do Rio, cansativo… se o projeto é bom? Não sei… prédios do governo precisam serem vendidos mesmo, ficam abandonas apodrecendo, quantos não existem pela cidade… esqueceu do porto como era e como está agora?!? Vamos voltar com a seriedade de repassar às notícias e deixar o viés político de lado… estão querendo entrar na onda da velha mídia e se perdendo… uma pena…

    • Então vamos ficar com o medíocre mesmo, patriotismo ficar para outra hora, assim como a Nova Politica. Deixe como antes e até melhor, essa deveria ser a REGRA e pronto e acabou poha

  11. O Rio de Janeiro poderia pegar fogo por inteiro assim como o museu. Cidade-símbolo de tudo o que o Brasil tem de pior – não é a toa que somos tratados com desdém em qualquer parte do mundo devido a esse lugar nojento.

  12. em matéria do próprio Diário do Rio de 13/10/2019 é contada a história da Quinta da Boa Vista e da residência ali construida, por um comerciante (não um monarca) que teve sua casa tomada pela Corte Portuguesa que veio corrida da Metrópole (Lisboa) para a Colónia (Brasil). Comparar as estruturas do antigo Reino da Polónia que durou quase um milénio, assim como outras nações de história mais extensa que a nossa para validar uma monarquia mambembe de 67 anos, casuista e que se sustentou na escravatura a maior parte do tempo. Prédios da monarquia espanhola na América do Sul tem mais representatividade do que o “Palácio” da Quinta. Foi tratado com descaso no século XX até sua destruição por conta da administração que se instalou ali. Hoje, gasta-se rios de dinheiro para defender estudos e pesquisas a partir das aquisições de D.Pedro II sem acréscimos relevantes, como por exemplo a estrutura temporária da Av. Bartolomeu de Gusmão quanto temos uma infinidade de prédios abandonados. Nem vou entrar na tese de vitrine imobiliária. Não vale a pena.

  13. Não vi essa “revoltinha”toda quando o museu torrou completamente!!!O vagabundo austríaco q era o diretor,nem ligou!!Afinal na Áustria está tudo preservado mesmo né?
    Com um jornaleco onde um Chico Alencar,um Frouxo e outros da mesma escória volta e meia escrevem,acabei de me lembrar porque parei de ler essa bosta!!!!
    Gostam é de MARGINAL mesmo!!!E não adianta trocar de partido….todo rato foge pra outro esgoto!!
    Adeus jornaleco!!!

  14. Esse IDIOTA q escreveu isso só esqueceu de contar q qdo o museu pegou fogo estava sobre a administração do PSOL,q obviamente não repassava o dinheiro q seria para manter o museu,preferiu pagar salários exorbitantes para “professores” e “pesquisadores”de QUINTA CATEGORIA da UFRJ!!!
    O CRIME q foi cometido lá foi executado pelos vagabundos mamadores de teta da esquerda,q transformaram a UFRJ no lixo q é atualmente, depois de sucessivos reitores do PSOL!!
    ROUBARAM MUUUUITO

  15. Nunca li tanta besteira na minha vida, o museu pegou fogo por causa das gambiarras elétricas que a administração fez, recebia a grana do governo federal e não fazia manutenções. Tem que entregar a iniciativa privada, vai diminuir o gasto e em um ano vira primeiro mundo. Ainda deixaria a turma do PSOL da UFRJ que gosta de grana chupando dedo…

  16. Boa Leo Ferreira, você traduziu bem a intenção do Quintino, sinto o mesmo quando vejo matérias aqui metendo o pau no Freixo e exaltando Castro, tudo é por uma questão mercadológica e digo isso não por ser fã do tombamento, muito pelo contrário, quem já tentou alterar um gabarito ou até mesmo fachada no entorno de um imóvel tombado sabe que a pica é maior que a do kid bengala. É Quintino não custa nada tentar …

  17. Só falou besteira…….o descaso q gerou essa tragédia do incêndio …foi justamente entregar a administração do palácio a partido de esquerda q quanto pior melhor……com certeza o governo federal tem mais responsabilidade com o patrimônio público e agirá em sintonia com o interesse público

  18. Infelizmente temos pessoas que só falam besteiras, os responsáveis pelo Museu Nacional da quinta da Boa Vista é que não FIZERAM o seu trabalho e agora querem culpar o Governo Federal cobre do GOVERNO ESTADUAL pois DINHEIRO para o Museu o GOVERNO FEDERAL da só que é mal administrado pelo GOVERNO ESTADUAL

  19. É verdade, a UFRJ não tem reitoria não? Nós não somos burros, sabemos que a cultura está infestada de extremistas do PSOL que querem isso mesmo, a destruição da memória nacional. A indignação da matéria é compreensível, mas sair acusando o governo Federal assim como se só ele fosse o ator nessa comédia é forçado e realmente não ajuda em nada o Palácio.
    E me desculpe mas os muçulmanos cansam de derrubar e dinamitar monumentos babilônicos e a China demole igrejas.

  20. Que ilário os comentários dos “patriotas” Bolsonaristas acusando seu par, Quintino, de traidor.

    Tudo bem. Em certos momentos o velho de Virgínia e guru também já foi acusado de traição.

    Bolsonarista se quer pode suspeitar que uma fala com alguma sensatez é uma crítica a deidade deles, seja o deus Mercado, o deus filosófico (RIP Olavo) ou o messias mesmo.

    Mas Quintino diz o óbvio por razões mercadológicas e nada tem a ver com traição ao ocrim dos preocupados Bolsonaristas. Afinal, uma das maiores reclamações do mercado imobiliário são os mecanismos de proteção de prédios tombados e protegidos pelo IPHAN.

    Um terreno no Centro onde tem um pequeno prédio ou casa tombados podendo dar lugar a um prédio de dezenas de andares, aumentando a lucratividade dos investidores, sem dúvidas incomoda o pessoal da grana que pouco se importa com valor histórico e memória.

    O ponto do Quintino é esse. Ué, se a edificação mais importante de um Estado, em um momento passado não tem valor, por que todas as outras deveria ter? Libera geral, pô!

  21. Reportagem idiota. Todos sabem que a UFRJ é independente e totalmente aparelhada. Cobre do reitor, dos professores e dos estudantes doutrinados.
    A pagina acaba de perder 4 (inscrição quatro) seguidores na minha família.
    Que decepção!

  22. A UFRJ com a tal autonomia universitária com orçamento próprio NÃO cuidou como deveria do Museu, como também abandonou o canecão.

    E agora é culpa do governo federal e não das gestões incomPeTentes da UFRJ.

    O Diário do Rio também virou um lacrador de quinta categoria? Daqui a pouco boicoto aqui também, seja justo e honesto em qq matéria que publique, não faça parte da imprensa medíocre (99%)

  23. Quintino Gomes, Você é um idiota.
    Fala muita besteira. Provavelmente está deixando de receber dinheiro do governo federal, ou apoia alguém que irá abrir portas para você continuar sendo um socialista de iPhone.
    Qualquer idiota sabe o momento que atravessamos. O governo faz manobras para auxiliar uma população que foi esquecida nos governos anteriores. O dinheiro público roubado foi para nas contas dos empreiteiros e donos de açougues. No momento não existe verbas para construir paredes de prédios que vai servir, nesse momento, para cultura da burguesia, igual a você.
    Bolsonaro 22. Lula no cemitério.
    Marcio Bastos

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui