Palácio Tiradentes é iluminado de lilás em homenagem ao dia internacional das mulheres

A Alerj realizou uma série de ações voltadas à data, que marca a defesa do protagonismo feminino

Foto: Octacílio Barbosa

No Dia Internacional das Mulheres, comemorado nesta quarta-feira (08/03), a Assembleia Legislativa dos Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizou uma série de ações voltadas à data que marca a defesa do protagonismo feminino. O Palácio Tiradentes, por exemplo, ganhou iluminação especial na cor lilás, chamando a atenção para a luta em prol das mulheres. O prédio ficará assim ao longo de todo o mês de março.

Na defesa das pautas feministas, a Alerj dedicou toda a Ordem do Dia a projetos de lei direcionados às mulheres. Entre outros temas, o plenário aprovou a proposta 249/2020, que indica a instalação de uma Delegacia de Atendimento às Mulheres em Ilha Grande, e o Projeto de Lei 1068/2019, autorizando a inclusão do segmento feminino no programa Segurança Presente. Foram votados e aprovados 10 projetos de apoio e acolhimento às mulheres.

O Pod Alerj (podcast da Assembleia Legislativa) desta semana também é dedicado às mulheres. O programa trata do empreendedorismo e do voto feminino que recém-completou 90 anos. A entrevistada foi a artesã Teresa Maciel que no meio da pandemia se viu desempregada, grávida de gêmeos e mãe de outros três filhos. Teresa, que sempre gostou de artesanato, pegou o material que tinha em casa e criou o ‘Lá de Casa Artesanato’.

Na véspera do Dia das Mulheres, a Alerj também homenageou dez personalidades que protagonizaram a luta pelos direitos femininos. Elas receberam o ‘Diploma Mulher Cidadã Leolinda de Figueiredo Daltro’, condecoração criada em 2003. Outra homenagem da Alerj é o Prêmio Marielle Franco, instituído no fim do ano passado e concedido a personalidades protagonistas na valorização e defesa dos direitos humanos com destaque às mulheres, à população negra e LGBTQIA+.

No próximo dia 14 de março, o Palácio Tiradentes vai ser sede de uma exposição comemorativa do bicentenário de nascimento da imperatriz Teresa Cristina. A mostra irá destacar a trajetória da Imperatriz conhecida como a “Mãe dos Brasileiros”. Uma mulher nascida na Itália e que assumiu um lugar de protagonismo na história brasileira, ajudando na consolidação do intercâmbio Brasil-Itália.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui