Foto: Reprodução

A Prefeitura do Rio de Janeiro recorreu, através da Procuradoria-Geral do Município nesta segunda-feira (11/11), à Presidência do Tribunal de Justiça do RJ para derrubar a liminar que impede o prefeito Marcelo Crivella de encampar a Linha Amarela.

No pedido, a Procuradoria afirma que a medida “causa grave lesão à economia pública ao prejudicar os usuários, que pagam pedágios elevados. [A liminar] favorece a concessionária, cujo enriquecimento ilícito aumenta de forma exponencial”.

Auditorias feitas pela prefeitura afirmam que a concessionária teve um lucro indevido de R$ 1,6 bilhão, em prejuízo à população do Rio de Janeiro.

“O valor de mercado da Lamsa não chega a R$ 150 milhões, insuficiente para ressarcir a população dos prejuízos causados. Assim, só resta ao município encampar a concessionária”, argumenta a procuradoria.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui