Para celebrar o Dia Nacional do Defensor Público, vários pontos do Rio serão iluminados de verde

Nesta quinta-feira (19), o Cristo voltará a se iluminado de verde, juntamente com a Roda Gigante, o Museu de Arte do Rio e os Arcos da Lapa

Foto: Thiago Lontra

No dia 19 de maio comemora-se o Dia Nacional do Defensor Público e da Defensoria Pública. A data foi escolhida para homenagear Yves Hélory de Kermartin, doutor em Direito, Teologia, Letras e Filosofia, que dedicou-se, ao longo da sua vida, ao exercício da advocacia em defesa de pobres, órfãos, viúvas e outros desassistidos.

Nascido na Baixa Bretanha, na França, em 17 de outubro de 1253, Yves Hélory de Kermartin era de família nobre. Foi ele quem criou, na Diocese Francesa, a justiça gratuita para aqueles que não podiam pagá-la. Por isso, ele também é conhecido como “advogado dos pobres.”

Santo Ivo de Kermartin foi canonizado pela Igreja Católica e designado como santo padroeiro dos profissionais da área de Direito, especialmente dos advogados.

A data comemorativa do Dia Nacional do Defensor Público é uma alusão ao dia da sua morte, ocorrida em 19 de maio de 1303. A primeira Defensoria Pública do Brasil foi criada, em 1982, no Rio de Janeiro, a partir da Lei nº 635, que foi promulgada pelo, então, deputado estadual Jorge Leite (MDB).

Na quarta-feira (18), às 19h, o padre Omar Raposo oficiou uma missa aos pés do Cristo Redentor, para comemorar a data. O monumento ficou iluminado de verde, cor que simboliza a Instituição. O religioso contou com a ajuda do primeiro subdefensor público-geral e diácono, Marcelo Leão.

Padre Omar conclamou os profissionais da área a estenderem os braços aos despossuídos e injustiçados que clamam por justiça.

“Do alto do Morro do Corcovado, vamos agradecer a Deus mais uma vez pelos bons frutos e chamar a atenção da sociedade para a importância de estender os braços aos que mais necessitam”, afirmou o religioso.

O evento visibilizou a Campanha Nacional das Defensoras e Defensores, que, desde maio de 2008, estabelece parceria com as associações estaduais e do Distrito Federal, dentre elas a Associação dos Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (ADPERJ):

 “A edição deste ano tem como tema ‘Onde há Defensoria, há Justiça e Cidadania’ para destacar a atuação de defensoras e defensores públicos na defesa de direitos da população mais vulnerabilizada no acesso à justiça”, afirmou a presidente da Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (ADPERJ), Juliana Lintz.

Ainda segundo Juliana, a campanha, “também lança luz sobre a importância de fortalecer e possibilitar melhorias para a instituição”. A iniciativa promove ainda ações e mutirões ao longo do ano para esclarecer o cidadão sobre os seus direitos e a forma de usufruir deles.

Nesta quinta-feira (19), o Cristo Redentor voltará a se iluminado com a cor da Instituição, juntamente com a Roda Gigante, o Museu de Arte do Rio e os Arcos da Lapa.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui