Foto: Carioca Sem Fronteiras - cariocasemfronteiras.com.br/

Ah, o Rio de Janeiro… Vejam só: o Parque Municipal Dois Irmãos, no Leblon, não se chama, oficialmente, Parque Dois Irmãos, apesar de assim ser conhecido por toda população. Desde 2002 ele leva o nome de Parque Sérgio Bernardes, mas em 2021 mudou de nome e passou a se chamar Parque Alfredo Sirkis.

O primeiro homenageado é um arquiteto, Sérgio Bernardes é um dos responsáveis por algumas obras icônicas do Rio de Janeiro. É o caso dos postos de salvamento da orla e o Pavilhão de São Cristóvão. Ele trabalhou com Lucio Costa e Oscar Niemeyer, e também projeto o Mastro da Praça dos Três Poderes de Brasília e o Planetário de Brasília. Falecido em 2002, o então secretário de Urbanismo do Rio de Janeiro, Alfredo Sirkis, decidiu homenageá-lo com o nome do Parque.

Mudamos para 2021, e o urbanista, ambientalista e ex-deputado Sirkis, falecido em um acidente automobilístico em 2020, é o escolhido pelo prefeito Eduardo Paes (DEM) para homenagear o Parque Dois Irmãos, que passa a se chamar Parque Alfredo Sirkis. Isso gerou um movimento contra de vários órgãos de arquitetura e urbanismo.

Então, Paes em um decreto publicado na manhã desta terça-feira, 11/5, renomeia o parque para Parque Natural Municipal Dois Irmãos – Dois Cariocas – Sérgio Bernardes e Alfredo Sirkis. E destaca que Sirkis era grande admirador de Bernardes, “Os cariocas, independentemente do seu local de nascimento, carregam o desejo de harmonia com a natureza e comunhão entre si, como povo e como cultura, irmanados pelos seus sonhos e lutas”, disse Paes.

Mas quem são os Dois Irmãos?

Ninguém. É o nome dado a formação rochosa no Vidigal, que são dois morros, o Irmão Menor e o Irmão Maior. O topo tem 533 metros de altura e pode ser atingido por meio de uma trilha de 1,5 km de extensão.

Quem sabe, Sirkis e Bernardes, não passem a ser, após a mortes, os verdadeiros dois irmãos do Leblon.

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui