EITA! De acordo com a coluna Expresso/Época o patrimônio do senador Romário (Podemos), um dos 11 candidatos ao governo do Rio em 2018, mais que quadruplicou desde 2014. Na época o Baixinho declarou patrimônio de 1,3 milhão, já esse ano na declaração à Justiça Eleitoral, ele chegou a um patrimônio de R$ 5,5 milhões.


Tudo sobre as eleições 2018 no Rio de Janeiro

Detalhe, R$ 4.783.559,53, ou seja, quase todo os bens de Romário são decorrentes de… empréstimos. Isso mesmo, alguém ou algum banco foi louco o bastante par emprestar mais de 4 vezes do que uma pessoa tem de bens. E você aí torcendo para o Nubank aumentar o seu limite.

Esta é a declaração completa de Romário a Justiça eleitoral:

Quotas ou quinhões de capitalR$50.000,00
Crédito decorrente de empréstimoR$75.199,96
Depósito bancário em conta corrente no PaísR$43.559,53
ApartamentoR$244.920,00
Quotas ou quinhões de capitalR$900,00
Depósito bancário em conta corrente no PaísR$8.035,54
TerrenoR$61.230,00
Quotas ou quinhões de capitalR$245.000,00
Quotas ou quinhões de capitalR$51.000,00
Veículo automotor terrestre: caminhão, automóvel, moto, etc.R$23.000,00
Crédito decorrente de empréstimoR$500.000,00
Caderneta de poupançaR$40.648,27
Crédito decorrente de empréstimoR$4.240.000,00

Vale lembrar que O Globo tem publicado reportagens em que informa que Romário estaria ocultando patrimônio para evitar o pagamento de dívidas. Na lista de bens identificados na Justiça como dele, mas sem constar nas declarações, estavam dois apartamentos na Barra da Tijuca. Ao jornal, Romário negou as acusações.

E, sobre 2018, uma análise sobre os candidatos a governador:

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui