Foto: Pressmaster - Pexel

Mesmo com todo o discurso de ter herdado uma cidade falida, com enormes dívidas a pagar e sem caixa, a Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou hoje, via Diário Oficial, aviso de licitação para PUBLICIDADE da “administração direta e indireta do Poder Executivo Municipal”.

Valor estimado? “Módicos” R$252 MILHÕES para 2 anos de serviços prestados. Ou seja, R$126 milhões/ano. Importante comparar esses valores com os dos últimos anos, para que não sejamos injustos:

  • 2016 – R$84 milhões
  • 2017 – R$68 milhões
  • 2018 – R$47 milhões
  • 2019 – R$79 milhões
  • 2020 – R$51 milhões

Comparativo em milhões

Infelizmente, podemos perceber que não há apenas um simples aumento da despesa com publicidade, mas verdadeira multiplicação desse gasto! Temos UPAs fechadas e largadas, fila de entrada nas creches e dívidas da gestão passada que até hoje não foram pagas, como a das creches conveniadas (que recebem e educam 20 mil das nossas crianças!).

Com tanto por fazer, por consertar e melhorar, será que o gasto com publicidade realmente deveria ser uma prioridade neste momento? Será que há o mínimo de justificativa para valores tão superiores ao dos últimos anos?

Pelo nosso mandato, sugerimos e a Câmara Municipal aprovou agora no final do semestre uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) impondo um teto de 0,01%, do total das Receitas do ano anterior, em gastos com publicidade/propaganda. Só esta licitação, sozinha, estouraria o teto em 3.810% por ano.

Cada real a mais gasto em publicidade, é um real a menos no que efetivamente importa. O Rio de Janeiro não aceita mais isso.

2 COMENTÁRIOS

  1. Um dos IPTU mais caros do pais. O nervosinho da Odebrecht é bom de imposto. Eu to adorando, bem feito pra quem votou nele. Errar uma vez é humano, repetir voto em ladrão é burrice. Queima o dinheiro mesmo, o carioca otário paga. Gasto cpm publicidade, mais 4 feriados pra comemorar fim da pandemia… o povo que se exploda.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui