Pedro Paulo, futuro secretário municipal de Fazenda do Rio - Foto: Reprodução

O secretário municipal de Fazenda e Planejamento, Pedro Paulo, foi exonerado mais uma vez. A exoneração, publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (24/02), aconteceu a pedido do então secretário. Em janeiro, houve uma situação similar, quando Pedro Paulo voltou ao de Deputado Federal para a votação da Presidência da Câmara

No Twitter, ele comentou sua saída, afirmando que volta ao cargo de Deputado Federal até a próxima terça (02/03): “Todo o esforço concentrado na votação do orçamento da União, no trabalho das emendas parlamentares federais (incluindo as minhas) e as emendas da bancada do Rio em Brasília“, ele publicou.

Ele citou ainda que o Rio sempre teve independência em suas contas, mas que, hoje, “dependemos muito dos recursos e iniciativas de Brasília“. Ele afirmou também que vai se dedicar à derrubada de um veto presidencial: “Vou também me dedicar na derrubada de um veto presidencial no Congresso: o Art.26 da LC178/2021 (projeto de minha autoria). Isso permitirá o Rio refinanciar parcelas de dívida externa em 500M esse ano. Por fim, a votação no Senado do PL3364/2020, +200M p/ transporte público!

Foto: Reprodução/Twitter

Em 27 de janeiro, Pedro Paulo foi exonerado a pedido. Na ocasião, ele também voltou ao cargo de Deputado Federal, no caso, para participar da votação da Presidência da Câmara.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui