Vista aérea da Zona Sul | Foto: Flickr RioTur.Rio

O mercado imobiliário segue mostrando uma boa recuperação no pós pandemia. Segundo uma pesquisa da consultoria Brain e da Abrainc, que reúne incorporadoras, o volume de imóveis vendidos no Rio na primeira metade do ano bateu a marca de R$ 5,2 bilhões, o dobro do registrado no primeiro semestre de 2019. Já comparado ao ano passado, a alta foi de 126%.

De acordo com a pesquisa, o cenário positivo da retomada do setor foi impulsionado pela combinação de juros baixos, demanda represada e home office.

A recuperação do mercado imobiliário, residencial e de lojas, era esperada. Talvez este seja um dos últimos momentos para se comprar um imóvel por preços decorrentes da crise econômica”, afirmou o diretor da Sérgio Castro Imóveis, Claudio Castro.

O levantamento apontou ainda que as vendas estão mais velozes que os lançamentos. Isto porque nos primeiros seis meses deste ano foram lançados no mercado do Rio o equivalente a R$ 2,72 bilhões em Valor Geral de Vendas (VGV), praticamente todos eles o segmento residencial.

O volume lançado apresentou um aumento de 76% na comparação com o mesmo período do ano passado e de 11% frente à primeira metade de 2019, no pré-pandemia.

Os imóveis bem localizados voltaram a ser o grande foco de investidores. Tanto no segmento de renda locatícia quanto no de incorporação para desenvolvimento de projetos multiresidenciais. Esse é o cenário que surge em busca de uma rentabilidade maior do que a do mercado financeiro. O produto Imobiliário sempre foi a salvaguarda de todas as turbulências. Hoje se assiste o ingresso de Grupos Imobiliários vindo de outros estados para investir no Rio. As perspectivas são promissoras“, disse o corretor de imóveis Moysés Akerman.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui