Foto: Reprodução

A Fiocruz está realizando uma pesquisa com os profissionais da área de saúde que estão na linha de frente da assistência e fazem parte de um grupo de alto risco de infecção pela Covid-19. A pesquisa Segurança do profissional, da área de saúde durante o enfrentamento da infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), busca avaliar a exposição desses profissionais ao coronavírus, a partir de dois enfoques: os profissionais da área da saúde e os gestores de estabelecimentos de saúde.

O objetivo do estudo é investigar a adoção de medidas de segurança pelo profissional da área da saúde, em seus processos de trabalho, com foco principalmente no uso adequado de Equipamentos de Proteção Individual (EPI); e a organização do estabelecimento de saúde em relação à oferta de equipamentos e insumos, limpeza e desinfecção dos ambientes, bem como indicadores de capacitação e acompanhamento dos seus funcionários.

As primeiras avaliações foram feitas em 2020. Agora, inicia-se um segundo ciclo de avaliação da pesquisa, para analisar o momento atual da pandemia.

Os questionários serão respondidos de forma on-line via Google Forms, por meio de celular, tablet ou de um computador com acesso à internet, o que levará não mais do que 10-15 minutos. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola Politécnica Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) e tem a coordenação da pesquisadora Ana Luiza Braz Pavão, do Laboratório de Informação em Saúde, do Icict/Fiocruz. 

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui