Cesar Maia e Sergio Cabral Se de madrugada saiu pesquisa Datafolha, mais cedo teve a pesquisa IBOPE para governador e senador do Rio de Janeiro. E a pesquisa cristaliza a tendência de vitória de Sergio Cabral (PMDB) no 1o turno e no senado a liderança de Cesar Maia (DEM), queda de Crivella (PRB) e subida de Lindberg (PT). que, pela 1a vez, apararece tecnicamente em empatado em 2o lugar.

 

Vamos aos números:

Sérgio Cabral (PMDB) – 56%

Fernando Gabeira (PV) – 14%

Fernando Peregrino (PR) – 2%

Cyro Garcia (PSTU) – 1%

Eduardo Serra (PCB) – 1%

Jefferson Moura (PSOL) – 0

Branco/nulo – 11%

Indecisos – 16%

 

Senado:

Cesar Maia (DEM) – 33%

Marcelo Crivella (PRB) – 30%

Lindberg Farias (PT) – 27%

 

Acho que a situação fica muito ruim para Crivella que mostra uma tendência de queda e, como já disse no post anterior, é agravada com pouco tempo de Tv, perda de seu maior cabo eleitoral (Lula) e ainda tem a pouca mobilidade entre outros eleitores sem ser os evangélicos.

 

Picciani (PMDB) também mostra problema, o fato de não aparecer nas notas dos jornais de hoje pode indicar que não tem conseguido subir o suficiente para se mostrar competitivo. Hoje ele tenta uma cartada, várias manifestações de prefeitos da Baixada e do interior em apoio a sua candidatura. Mas ainda assim é complicado, como candidato ele bateu em todos que estão na sua frente, acaba impossibilitanto o 2o voto nele.

 

Já para governador, Gabeira vai ter de suar. Tem chance de ultrapassagem? Tem, Minas é um exemplo, o Anastasia (PSDB) está revertendo uma situação parecida.

 

Ainda tem muita água para rolar nestas eleições.

 

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo". Foram realizadas 1.204 eleitores entre os dias 24 e 26 de agosto.

A soma dos resultados para o Senado é maior que 100% porque o eleitor pode escolher dois candidatos nas eleições deste ano.

O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) sob o protocolo 73811/2010 e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo 26130/2010.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui