candidatos-governo-rio-2014

Essa semana o IBOPE divulgou pesquisa com a intenção de votos para governador do Rio de Janeiro nas eleições de outubro, além da avaliação dos governos de Cabral e Eduardo Paes. A pesquisa confirma o péssimo momento da dupla que acaba interferindo, muito, na intenção de votos do candidato do PMDB, Luiz Fernando pezão, que simplesmente não decola.

Em um dos cenários, o mais provável (exceto pela presença de Bernardinho), o 2º turno seria entre o ex-governador Anthony Garotinho (PR), que tem 18% das intenções de voto, e o Bispo Crivella (PRB), 16%, já o candidato Lindbergh Farias (PT), uma das razões da briga nacional entre PMDB e PT e que ficou na liderança ou 2º em pesquisas anteriores, está com 10%. O ex-prefeito do Rio, Cesar Maia (Democratas), tem 8%, o candidato de Cabral, Luiz Fernando Pezão, pontuou apenas 5%, a cabeluda e deputada federal, Jandira Feghali (PCdoB), 4%, o técnico e não candidato Bernardinho (PSDB), 3%, o deputado federal Miro Teixeira (PROS)com 1%, o deputado e mala Alfredo Sirkis (PV), já o candidato Ninguém levaria fácil com 32%.

Em um esquisitíssimo cenário com nenhum candidato da oposição, exceto um, teria também um empate técnico entre Garotinho (19%) e Crivella (18%), Lindbergh teria 13%, Pezão 6% e Sirkis 2%. Ninguém venceria ainda mais fácil com 35% e o Indeciso ficaria em 4º com 8%.

Já, no caso de um provável 2º turno, a vitória seria fácil de Marcelo Crivella, com exceção na disputa contra Garotinho que acontece empate técnico, 28% para Crivella e 24% para Garotinho. Contra Lindbergh venceria fácil com 31% x 20%, já na disputa improvável com Pezão o candidato de Cabral sairia humilhado, 36% a 13%.

Entretanto, contudo, porém, todavia, Crivella sempre se mostrou um cavalo paraguaio, largando muito bem em todas eleições majoritárias anteriores mas sempre com péssima chegada. Diria que em outubro o cenário deve ser completamente diferente, apesar de não duvidar de um bom posicionamento de Garotinho.

Wagner Montes seria eleito Senador

Wagner Montes

Péssima notícia para o governador Sérgio Cabral (PMDB) também na corrida para o Senado. Na pesquisa de intenções de votos para Senador, quem levaria a cadeira seria o deputado estadual Wagner Montes (PSD), com 18%, já Cabral ficaria empatado em 2º lugar, tendo 12%, com Benedita (PT), e tecnicamente com Romário (PSB), que tem 11%, atrás vem Jandira Feghali (PCdoB) e seus 7%, já o atual senador Francisco Dornelles (PP) tem apenas 6%. O interessante é que Jandira e Dornelles disputaram a cadeira de senador 8 anos atrás até os últimos dias.

Acho difícil, entretanto que Montes, Cabral e Dornelles disputem o Senado entre si, mais fácil que tanto o PSD, quanto o PP, apoiem o atual governador. Isso se ele vier candidato, porque seria deprimente um governador reeleito não conseguir se eleger para o Senador.

 

Pesquisa encomendada pelo Sindicato Nacional dos Condutores da Marinha Mercante e Afins e registrada no TRE-RJ sob o número 00002/2014.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui