Foto: Daniel Castelo Branco

Existe um bom motivo para Marcelo Crivella (Republicanos) insistir tanto em aparecer do lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido): os votos que o capitão pode transferir para o bispo que 4 anos atrás prometeu “cuidar das pessoas”.

Uma pesquisa do instituto de pesquisas IPESPE, registrada no TSE sob o nº RJ-04390/2020 e divulgada no jornal Correio da Manhã, mostra que na hipótese de ter o apoio expresso e declarado de Bolsonaro, Crivella Poderia chegar a 22%, enquanto Eduardo Paes (DEM) ficaria com 19% (um empate técnico, com vantagem para o sobrinho de Edir Macedo, atual prefeito).

A pesquisa, que já se encontra um pouco defasada, foi feita com 1.000 moradores do Rio por telefone, em 27 de agosto, antes, então, do afastamento do governador Wilson Witzel (PSC) e do muito divulgado escândalo dos chamados Guardiões do Crivella. E traz 2 cenários : o 1º com o nome dos prováveis candidatos a prefeito em 2020, incluindo Marcelo Calero (Cidadania) que já retirou a sua candidatura e agora apóia Eduardo Paes. E o 2º cenário, informando quem poderia apoiar cada candidato.

1º Cenário

Abaixo segue o resultado do 1º Cenário, contendo entre parênteses os números da pesquisa do Instituto Paraná, divulgados em 21 de Agosto. Lembrando que são metodologias diferentes, mas vale a comparação.

A margem de erro do estudo é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com uma confiabilidade de 95,5%.

  1. Eduardo Paes (DEM) – 25% (28,6%)
  2. Marcelo Crivella (REP) – 16% (15,4%)
  3. Martha Rocha (PDT) – 7% (9,3%)
  4. Benedita da Silva (PT) – 7% (7%)
  5. Cabo Daciolo (PL) – 5% (5,1%)
  6. Renata Souza (PSol) – 2% (0,9%)
  7. Marcelo Calero (CID) – 1% (1%)
  8. Clarissa Garotinho (PROS) – 1% (3,1%)
  9. Paulo Marinho (PSDB) – 1% (1,5%)
  10. Cristiane Brasil (PTB) – 1% (1,1%)
  11. Glória Heloíza (PSC) – 1% (0,9%)
  12. Rodrigo Amorim (PSL) – 1% (1%)
  13. Fred Luz (NOVO) – 1% (0,9%)
  14. Hugo Leal (PSB) – 0% (1,1%)
  15. Paulo Messina (MDB) – 0% (0,4%)
  • Não Sabe – 9% (4,3%)
  • Nenhum – 22% (18,5%)

2º Cenário

No 2º cenário, o Ipespe diminui o número de candidatos de 15 para 8, retirando nomes muito ligados ao Bolsonarismo como Rodrigo Amorim (PSL) e Cristiane Brasil (PTB), cuja presença na listagem poderia mudar o resultado da pesquisa.

  1. Marcelo Crivella, com o apoio de Jair Bolsonaro – 22%
  2. Eduardo Paes, com o apoio de Rodrigo Maia – 19%
  3. Benedita da Silva, com o apoio de Lula – 10%
  4. Delegada Martha Rocha, com o apoio de Ciro Gomes – 10%
  5. Renata Souza, com o apoio de Marcelo Freixo – 7%
  6. Fred Luz, com o apoio de João Amoêdo – 2%
  7. Clarissa Garotinho, com o apoio de Anthony Garotinho – 2%
  8. Juíza Glória Heloíza com o apoio de Wilson Witzel – 0%
  • Não Sabe/Não Respondeu – 9%
  • Nenhum/Branco Nulo – 20%

5 COMENTÁRIOS

  1. É a milícia toda tentando dominar tudo.
    Espero que Martha Rocha consiga ir para o segundo turno.
    A esquerda deveria se unir em torno do seu nome.
    Calero – um traidor – resolveu apoiar o Bispo… Lamentável!

  2. A pesquisa só foi divulgada pela Record e pelo apagado Correio da Manhã. A empresa que contratou tem sede em Inhaúma e sócios de uma rádio. Essa história está muito estranha.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui