Brasília - Indicado para o cargo de ministro da Pesca e Aquicultura, o senador Marcelo Crivella concede entrevista

O jornal O Dia publicou no sábado mais uma pesquisa das eleições para prefeito do Rio em 2016 e é mais uma a mostrar o senador Marcelo Crivella (PRB) em primeiro e, em alguns cenários, vencendo até no 1º turno. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Paraná com 900 cariocas, entre os dias 09 e 12 de maio,

O cenário com nome de Romário (PSB) e Clarissa Garotinho (PR), ambos não devem ser candidatos, é o único que Crivella não vence no 1º turno, ele aparece com 31,2% da preferência, contra 16,3% de Romário e 9,4% do deputado estadual Marcelo Freixo (Psol). O deputado estadual Flavio Bolsonaro (PSC) aparece em quarto lugar, com 7,1%, seguido de Jandira Feghali (PCdoB), com 4,8%, Clarissa Garotinho, com 4,2% e Pedro Paulo Carvalho (PMDB), com 3,6%. Os deputados federais Alessandro Molon (Rede) e Índio da Costa, (PSD) têm apenas 2,7% e 1,9%, respectivamente. Cyro Garcia (PSTU) e Carlos Osório (PSDB) estão empatados na última posição, com apenas 1,1% da preferência dos entrevistados.

No cenário mais possível, sem Romário e Clarissa, também sem Jandira (apesar que esta deve ser candidata, sim e com apoio do PT), Crivella tem 41,9% contra 14,1 de Marcelo Freixo. Flávio Bolsonaro teria 8,4%, Pedro Paulo viria com 5,8% e Índio da Costa teria 3,2%. Carlos Osório teria, neste cenário, 1,9% dos votos.

Crivella sempre começa bem nas pesquisas

Pesquisa para governador 2013

É comum que Marcelo Crivella sempre comece bem nas pesquisas eleitorais, afinal, seus eleitores seguem os mandos da IURD, já que Crivella é sobrinho de Edir Macedo e certamente não mudam de voto durante o período eleitoral. Basta ver esta de 2014, em que Crivella aparecia em 1º lugar.

Mas como sempre começa bem, termina mal com exceção da eleição para governador de 2014, que devido ao embate entre Pezão (PMDB) e Garotinho (PR) no 1º turno, ele ficou fora de qualquer crítica mais pesada. Com sua ida ao 2º turno as baterias do PMDB foram voltadas para Crivella que, como esperado, acabou perdendo.

Maior rejeição é de Clarissa Garotinho

Rejeição

A maior rejeição é pelo sobrenome, a candidata Clarissa Garotinho tem 21,4% de rejeição e o 2º é Flávio Bolsonaro, não por acaso, os dois são filhos de políticos polêmicos. Apesar de, na minha humilde opinião, Clarissa ser muito mais independente da figura do pai do que Flávio, digo mais, uma política mil vezes melhor que Garotinho.

A rejeição segue por Pedro Paulo com 17,2%, Crivella com 17,1%, Jandira 15,2%, Romário 10,8%, Freixo 9,6%, Indio 7,8%, Cyro Garcia 7,1, Osório 7%, Molon 5,2%.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui