Nesta sexta-feira, 29/05, a Polícia Civil do RJ iniciou a Operação Cerco, que tem entre os alvos o ex-governador Luiz Fernando Pezão e empresários. Todos são investigados desde a Lava Jato, em 2018. A força-tarefa afirma ter encontrado uma grande movimentação de dinheiro em nove empresas que pertencem aos investigados sem que elas tivessem capacidade financeira para isso. Os investigados integraram o consórcio que ganhou a instalação da iluminação no Arco Metropolitano do RJ.

As empresas do grupo também são suspeitas de fraudar pregões em diversas secretarias do RJ para fornecimento de resmas de folhas de papel.

Luiz Fernando Pezão tem contra si, nesta sexta, um dos 26 mandados de busca e apreensão. O ex-governador, solto desde dezembro do ano passado, depôs em casa, em Piraí.

A Polícia Civil busca saber sobre as relações do ex-governador com os empresários e com as empresas investigadas.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui