PF faz operação contra acusados de integrar milícia na Zona Oeste do Rio

A Operação Dinastia visa prender mais de 20 pessoas envolvidas nos homicídios encomendados pela milícia. Os alvos da ação também são investigados por tráfico de armas de fogo e munições, extorsão e corrupção

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Nesta quinta-feira, (25/08), policiais federais fazem uma operação contra acusados de integrar a cúpula de uma milícia que atua na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. A Operação Dinastia visa cumprir 23 mandados de prisão preventiva e 16 de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Especializada no Combate ao Crime Organizado da Capital.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações constataram uma intensa articulação e planejamento minucioso para a prática de homicídios de integrantes de facções criminosas rivais e de outras pessoas.

A ação de hoje tem o apoio do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). E de acordo com o MPRJ, o grupo criminoso também mantém esquema de extorsão, em que cobra o pagamento de taxas de comerciantes e prestadores de serviço que atuam nas áreas controladas pela milícia.

“Os elementos de prova obtidos até o momento evidenciam matança generalizada fomentada pela organização, que tem como pilar para o seu funcionamento e manutenção a destruição dos integrantes da milícia rival e de quaisquer pessoas que possam auxiliar os seus inimigos, ou prejudicar o andamento de suas atividades criminosas. A investigação revelou ainda que há criminosos destacados exclusivamente para fazer, de forma incessante, o levantamento de dados pessoais e a vigilância dos alvos que devem ser ‘abatidos’”, informa o MPRJ em nota.

Ministério Público ainda informou que até as 7h20 de hoje, (25/08), já haviam sido presas oito pessoas, entre elas um acusado de liderar o grupo criminoso, que foi encontrado em um hotel na cidade de Gramado (RS).

Os alvos da ação são investigados por organização criminosa, tráfico de armas de fogo e munições, extorsão e corrupção.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui