Edmar Santos, ex-secretário estadual de Saúde do RJ - Foto: Reprodução/Internet

Edmar Santos pode, em breve, deixar a cadeia. Isso porque a Procuradoria Geral da República (PGR) solicitou ao ministro João Otávio de Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), a soltura do ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, preso na última sexta-feira (10/07). De acordo com o órgão, os fatos investigados pelo Ministério Público do RJ (MPRJ) na Operação Mercadores do Caos são os mesmos que estão sob investigação da PGR no Inquérito 1338, da Operação Placebo, em tramitação no STJ.

Alegando incompetência da Justiça Estadual do RJ, a Procuradoria Geral da República solicitou que os inquéritos e ações penais acerca da Operação Mercadores do Caos sejam repassados para o órgão. Vale lembrar que a PGR, entre suas prerrogativas, exerce funções do Ministério Público junto ao STJ e também ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O inquérito 1338, pertencente à Operação Placebo, investiga Wilson Witzel e, justamente através dele, foram determinadas as buscas nos endereços vinculados ao governador, inclusive nos palácios Guanabara e Laranjeiras. No STJ, a relatoria está a cargo do ministro Benedito Gonçalves.

Neste domingo (12/07), o ministro João Otávio de Noronha encaminhou um ofício ao juiz Bruno Ruliére, da 1ª Vara Especializada do TJ do RJ, decretando, assim, a prisão de Edmar Santos.

O ministro pediu que sejam encaminhados ao STJ ”o teor das investigações em curso, as condutas apuradas, os envolvidos, os fatos relacionados, bem como cópia(s) da(s) decisão(ões) que decretou(aram) prisão(ões) e/ou medida(s) cautelar(es) e respectivo(s) pedido(s), enfim todos os elementos que permitam confirmar ou afastar as alegações trazidas pela representante do Ministério Público Federal”.

1 COMENTÁRIO

  1. Essa PGR, engana tolos, a mim não.
    Como êle é “PULIÇA” da PMRJ, é parte da estratégia do governo atual ter o controle nos Estados das FA Auxiliares, sabiam.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui