Policiais civis da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente do Rio de Janeiro (DPMA) realizaram operação para reprimir os crimes de tráfico de animais silvestres e maus-tratos a animais domésticos numa feira livre em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, neste domingo (17/10). A ação contou com o apoio de peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e de policiais militares do Comando de Polícia Ambiental (CPAM).

Ao todo, oito pessoas foram detidas pela venda de animais e encaminhadas à delegacia. Os dados dos autuados serão informados ao Ibama e ao Inea, a fim de que sejam multados pelas autoridades administrativas dos referidos órgãos ambientais.

Na ocasião, houve, ainda, apreensão de dezenas de pássaros – incluindo pica-paus, espécie ameaçada de extinção –, uma cobra-cipó e um mico. Após perícia criminal, os animais serão acolhidos pelo Ibama para acolhimento, tratamento veterinário e devolução à natureza.

Um outro homem foi flagrado pelos policiais vendendo um cão da raça American Bully, com menos de dois meses de idade, sem vermifugação, vacinação, água ou comida. Estas condições configuram maus-tratos ao animal. Ele também foi detido e encaminhado à DPMA, onde, após autuado em flagrante, foi encaminhado à custódia prisional.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui