Foto: Reprodução | Polícia Civil

Nesta quinta-feira (24/09), duas clínicas clandestinas localizadas em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foram interditadas em uma operação da Delegacia do Consumidor (Decon). Os donos dos estabelecimentos foram presos em flagrante e responderão por exercício irregular da medicina e crime contra a economia popular.

Segundo a Polícia Civil, as duas clínicas tinham diversas irregularidades, entre elas medicamentos vencidos e sem rótulos, falta de documentação técnica necessária e material sem descarte.

No dia 2 de setembro, policiais da Decon já haviam fechado uma outra clínica, localizada em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio. A dona do estabelecimento e um médico que fazia lipoaspirações clandestinas no local, mesmo tendo o registro cassado há cinco anos, foram presos. São eles: Adriana Barbosa de Souza e Antonio Santo Marchesan — que tem 35 anotações criminais, entre elas dois homicídios.

A Polícia Civil faz um alerta para quem deseja fazer procedimentos estéticos: clínicas clandestinas cobram preços mais baixos para realizá-los, porém isso pode oferecer riscos à saúde e acabar até resultando em morte, como já ocorreu em diversos casos.

6 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui