Erir Ribeiro da Costa FilhoPelo jeito a sequência de erros cometidos pela Polícia Militar do Rio de Janeiro durante as manifestações, que vai desde a prisão irregular (como foi o caso dos meninos da Mídia Ninja), até uma gestão temerária no Twitter, que gerou este post do YouPix, fez com que, finalmente, o comandante da PM, coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, no cargo há quase dois anos, caísse.

De acordo com o site do Sidney Rezende a substituição é um pedido do secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. A gota d´água?! Olha só, foi o Twitter, Beltrame teria ficado incomodado com uma discussão pelo Twitter da corporação, gerenciado por Erir, com a Alerj e a Ordem dos Advogados do Brasil.

Para substituir Erir estão cotados:

  • coronel Robson Rodrigues, chefe do Estado Maior;
  • coronel Paulo Henrique de Moraes, comandante da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP),
  • coronel Frederico Caldas, relações públicas da PM;P
  • coronel Cláudio Lima Freire, do 3° (CPA), responsável pela Baixada;
  • coronel Henrique Lima Castro, que está na Secretaria Extraordinária de Segurança de Grandes Eventos.

Só espero que o futuro comandante faça um trabalho mais digno que o de Erir que agiu de forma descontrolada durante as manifestações, desgastando ainda mais a imagem da PM do Rio de Janeiro.

O atual comandante tem 54 anos, sendo 31 de Polícia Militar, foi comandante interino do Batalhão de Choque, Diretor de Apoio Logístico do Quartel General, Comandante do 2º Comando de Policiamento de Área e Comandante do 4º BPM (São Cristóvão). E foi condecorado com as medalhas Distintivo Lealdade e Constancia (2000), Ordem do Mérito D. João VI (2006), Medalha Tiradentes (2003), Medalhas de 10 e 20 anos de efetivo (2006), Medalha Ordem do Mérito PM Grau Comendador (2008), entre outras.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui