Cerimônia de formação do 500 novos policiais militares no RJ - Foto: Divulgação

Na última sexta-feira (18/12), a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) formou 500 novos soldados, pertencentes ao concurso público de 2014. A cerimônia aconteceu no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), em Sulacap, na Zona Oeste da capital fluminense, e contou com a presença do governador em exercício, Cláudio Castro, e do presidente da República, Jair Bolsonaro. Atualmente, vale ressaltar, há cerca de 1.500 alunos em formação no CFAP.

”Estes policiais esperaram muito pela chance de servir ao Estado e à pátria. A Polícia Militar precisa estar cada dia mais capacitada para todos os desafios que surgirem. Ao mesmo tempo que os nossos PMs protegem a sociedade, trabalharemos todos os dias para zerar os índices de policiais abatidos. Cada PM morto é uma vida, um sonho interrompido”, disse Cláudio Castro.

O grupo de novos praças faz parte da segunda turma de alunos que ingressaram no curso de formação em 2019. Por conta da pandemia, o CFAP teve que reformular seu calendário de aulas. O retorno das atividades ocorreu em agosto. Os alunos da Turma Aluno CFSd Rodrigo Leite de Almeida, homenagem a um formando que faleceu após atropelamento em agosto de 2020, estudaram a filosofia do policiamento de proximidade e técnicas de patrulhamento. Os novos PMs também receberam capacitação para porte e uso de armamentos.

Primeiro policial militar na família, o soldado Adriano Boanerges, de 35 anos, comemorou com emoção a formatura.

”Hoje posso dizer: sou um soldado da Polícia Militar. É uma trajetória de muita luta e garra. Esperamos muito tempo por esta formatura, aguardamos uma pandemia mundial e aqui estamos. O curso não foi fácil, e fica difícil até explicar este momento. Hoje é um dia muito especial. Acredito que a Polícia Militar escolhe a gente. Servir e proteger a população é uma grande missão”, disse o policial.

Também participaram da cerimônia de formatura o secretário da Casa Civil, Nicola Miccione, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o ministro da Casa Civil, general Walter Braga Netto, e o senador Flávio Bolsonaro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui