Segundo matéria publicada no Jornal O Globo, por conta da falta de pagamento aos Correios, as notificações de multas não chegaram aos endereços dos motoristas e, por isso, a Prefeitura não cobrou, tampouco, arrecadou. De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), o prejuízo aos cofres públicos gira entre R$ 40 milhões e R$ 70 milhões.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

A SMTR instaurou, quarta-feira (29), uma sindicância para “apurar possíveis irregularidades”.

A sindicância para esclarecer o não envio de notificações de multas a motoristas foi determinada pelo secretário municipal de Transportes, coronel Paulo Cesar Amêndola, por meio da resolução de número 22, assinada em 29 de janeiro de 2020.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui