Centro do Rio por Rodrigo SoldonTodos os dias, milhões de pessoas vão ao Centro do Rio, seja para trabalhar, estudar, fazer compras, buscar tratamentos de saúde ou até mesmo tentar resolver questões de toda sorte nas sedes de empresas ou órgãos públicos. Algumas pessoas costumam aproveitar que já estão na região para conhecer um museu, um centro cultural, pegar um teatro ou até mesmo curtir um barzinho, dançar numa boate, ir numa casa shows… Depois da curtição, voltam, às custas, para seus bairros ou cidades, devido ao trânsito sempre intenso e ao péssimo serviço de transporte público oferecido – mas isso é papo para outro post. Mas outras 41 mil pessoas, segundo Censo de 2010 (IBGE), ficam pelo bairro mesmo, pois moram no Centro.

Agora, você talvez esteja pensando que este povo que mora no Centro é sortudo. Não é bem assim, gafanhoto. Esta região teria tudo para ser o paraíso, pois é claro que ter quase tudo pertinho, no máximo 5 km, onde você pode ir a quase todo lugar a pé, não deveria ser ruim. O problema é que o Centro da Cidade guarda várias mazelas e é marcado pelo abandono. Alguns dos maiores problemas, apurados pelo movimento O Morador é o Centro, através de uma pesquisa de opinião pública, são a falta de policiamento ostensivo (e a consequente insegurança), o acúmulo de lixo nas ruas, o constante alagamento das vias, o irremediado vazamento de esgoto (inclusive nas proximidades da sede da própria CEDAE, além de um chafariz de água negra bem nos Arcos da Lapa (foto abaixo), um dos pontos turísticos mais fotografados do Brasil), sem falar nos moradores de rua, população que cresce a cada ano, ocupando a maioria das praças e portarias dos prédios da região, dormindo em calçadas eternamente sujas e esburacadas ou pontos de ônibus sem conservação.

Esgoto na Lapa. Fonte - Blog da Lu Lacerda

Esta situação não faz jus ao centro nervoso de uma das maiores cidades do hemisfério sul, e que sediará alguns dos eventos mais importantes do mundo. Para tentar mudar esta realidade, a sociedade civil organizada, em face de movimentos apartidários e associações de moradores e lojistas, pleiteou e conquistou, junto aos vereadores, uma audiência pública na Câmara Municipal do Rio de Janeiro para discutir com o poder público soluções a curto e médio prazo para reorganizar e reestruturar o Centro desta Cidade que poderia ser realmente Maravilhosa.

Mendigo na Cinelândia. Fonte - R7

A sessão, que contará com a presença do prefeito Eduardo Paes, será realizada no dia 21/05, terça-feira, às 18h30. Todos estão convidados.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui