O projeto Revitaliza Rio, iniciativa da Carioca DNA e do Instituto Cidade Criativa, em parceria com a produtora Das Lima e com financiamento da iniciativa privada, através das leis federais e municipais de incentivo à cultura, restaurou o portão do Parque Guinle. Todo o processo foi feito com orientação e acompanhamento do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH).

O processo de restauração do Portão Guinle teve início em agosto de 2020, com trabalho técnico executado pela Concrejato. O portal histórico foi fabricado na fundição Schwartz & Meurer, em Paris, e adquirido, em 1911, por Eduardo Guinle para a entrada do palacete, construído entre 1910 e 1913, que servia como residência de sua tradicional família.

Tombado pelo município do Rio de Janeiro em 2001, o portão possui estrutura em ferro fundido e os ornamentos, em formatos de folhas, flores e pináculos, são produzidos em bronze.

Além do portão, ornamentos e luminárias também foram restaurados. Duas estátuas de leões alados em ferro, produzidas pela fundição francesa Val d’Osne, e duas estátuas de anjos em bronze montados em duas esfinges em mármore branco, reproduções da obra de Louis Lerambert, existentes no Jardim de Versalhes, na França, foram revitalizadas. As peças que não permitiam restauro foram substituídas.

Estátuas de leão alado em ferro, produzida pela fundição francesa Val d’Osne

É fundamental a participação da sociedade civil no dia a dia da cidade. Juntos, podemos transformar os espaços públicos e participar ativamente do desenvolvimento de todo o potencial do Rio, destacando suas riquezas naturais, históricas e culturais”, declara Renata Lima, diretora e produtora cultural da Das Lima.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui