Portela agora é Patrimônio Imaterial do Estado do Rio

Projeto do deputado Dionísio Lins e sancionada pelo governador Cláudio Castro torna a Portela Patrimônio Imaterial do Estado do Rio

Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela agora é Patrimônio Imaterial do Estado do Rio de Janeiro. É o que prevê a Lei 9505, sancionada pelo governador Cláudio Castro (PL) e publicada nesta segunda-feira (6/12) no Diário Oficial. A medida tem como finalidade a preservação cultural do samba, da música e da história, bem como a divulgação do local dos ensaios da azul e branco.

As escolas de samba já são patrimônio cultural da cidade, com seus desfiles atraindo milhares de pessoas à Sapucaí todos os anos. Reconhecer, agora, a Portela como patrimônio imaterial do Estado do Rio de Janeiro corrobora a importância da cultura para o nosso estado. Além disso, a azul e branco de Madureira é a mais antiga escola de samba em atividade permanente nos dias de hoje – destaca o governador Cláudio Castro.

A Majestade do Samba — como também é chamada — é referência do Carnaval carioca e celeiro de grandes compositores, sendo a única escola que participou de todos os desfiles na cidade. Também é parte integrante dos roteiros turísticos de quem visita a capital fluminense. A lei é derivada de proposta do deputado Dionísio Lins (PP).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui