Posto de vacinação da Câmara Municipal encerra atividade nesta terça-feira

Ao todo, foram aplicadas 10.721 vacinas contra a Covid-19 na Câmara do Rio entre 16 de agosto e 26 de novembro

Palácio Pedro Ernesto, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro - Foto: Cleomir Tavares/Diário do Rio

Nesta terça-feira (30/11), o posto de vacinação no Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara Municipal do Rio, encerra as suas atividades após cerca de quatro meses em funcionamento. No período, foram aplicadas mais de 10 mil doses de imunizantes contra a Covid-19 e, nos dias 25 e 26 de novembro, 2.500 contra o vírus Influenza.

O fim das aplicações de imunizantes no local acontece por decisão da Secretaria Municipal de Saúde, que passará a concentrar a aplicação de doses de reforço nas mais de 230 unidades básicas da cidade. Desde agosto, servidores da Divisão de Saúde do parlamento carioca e estudantes voluntários se juntaram em uma força-tarefa para vacinar a população e combater a pandemia na cidade.

Presidente da Câmara do Rio, o vereador Carlo Caiado (DEM) destacou a importância do parlamento carioca abrir suas portas para promover a saúde da população.

A Câmara esteve e estará aberta para contribuir com a população. A vacinação no posto que montamos, reforçando a estrutura da Saúde, foi um sucesso absoluto, numa área central da cidade. Agradecemos ao secretário Daniel Soranz pela parceria e continuamos à disposição para mais ações desse tipo“, afirmou.

Secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz destacou que esta foi a maior campanha de imunização já realizada no município do Rio, e reforçou a importância dos Pontos de Vacinação (PVs) extras: “Chegamos a ter cerca de 280 locais em que as pessoas poderiam ir para se vacinar perto de casa, do trabalho, da escola. Agora que a vacinação está avançada, que o número de pessoas ainda a tomarem a segunda dose ou a dose de reforço é cada vez menor, já podemos desmobilizar os PVs extras e concentrar o atendimento nas unidades de saúde. Agradecemos muito ao presidente e aos servidores da Câmara que nos ajudaram nessa missão, acolhendo e operando um PV aqui nesta casa“.

Para o diretor de Prevenção de Incêndio e Pânico da Câmara do Rio e um dos coordenadores da campanha, o Coronel bombeiro Rômulo Teixeira, os números revelam a adesão da população: “o nosso país tem essa característica, é um dos que mais vacinou no mundo nesse momento. A população aderiu e não foi pelo fato da vacina ser gratuita, mas sim pela conscientização que todos nós conseguimos ter em cima disso. É melhor prevenir do que remediar, essa premissa é fundamental”.

Ao todo, foram aplicadas 10.721 vacinas contra a Covid-19 na Câmara do Rio entre 16 de agosto e 26 de novembro. Setembro foi o melhor mês com 3.042 doses de imunizantes aplicadas e teve também o recorde diário no dia 1º, com 480 vacinados. Nos últimos dias de novembro, a Casa ainda se tornou um ponto de vacinação contra a gripe em um momento de alta nos índices da doença no Rio de Janeiro. Somente nos dias 25 e 26 de novembro foram aplicadas quase 2.500 doses de imunizantes contra o vírus Influenza. 

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui