Crab 2016

Um novo ponto turístico pode estar nascendo na Praça Tiradentes. È  haverá a inauguração, no dia 10 de março, do CRAB (Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro), instituição idealizada e criada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) como plataforma para reposicionamento e qualificação da atividade. A exposição “Origem Vegetal” apresentará peças elaboradas por artesãos em atividade nos 27 estados. A abertura para o público será no dia 22 de março.

Para o diretor-superintendente do Sebrae no Rio de Janeiro, Cezar Vasquez, o novo espaço funcionará como uma âncora da região e criará um corredor de cultura e comércio. “Será um espaço urbano inovador, contemporâneo, peça-chave para as experiências que transformarão o artesanato em objeto de desejo por meio de um mix de atividades, como mostras e oficinas. Um pouco do savoir faire de todo o Brasil, mas com o charme carioca”, afirma.

Além de expor o artesanato brasileiro em sua diversidade regional e de tipologia, o CRAB será um espaço de reflexão e de aproximação comercial. Um auditório de 80 lugares abrigará seminários e debates sobre o tema e salas permitirão contatos e rodadas de negócio que ampliem o mercado do artesanato. Uma loja-conceito oferecerá ao público uma seleção apurada de peças provenientes de todo o país, publicações e livros. Já o restaurante servirá pratos da gastronomia brasileira. Estão previstas três exposições por ano e já na inauguração o público poderá conferir mais de quatro mil peças, entre expostas e à venda.

Pao-do-Ouvidor

O Diário do Rio, que sempre dá dicas preciosas para os cariocas, indica como shopping no centro do Rio o Paço do Ouvidor. Passa no Paço!

Um casarão que viu Machado

Localizado em uma das esquinas da praça, o edifício que abriga o CRAB já existia no início do século XIX quando o príncipe regente D. João chegou ao Brasil (na época, era o segundo prédio mais alto da colônia). Logo em seguida foi reformado e ganhou ornamentação neoclássica. Foi residência do barão do Rio Seco até 1836 e sede do elegante Clube Fluminense em 1860, frequentado por ninguém menos que Machado de Assis. A mais duradoura função do velho palacete foi como sede da Secretaria/ Ministério da Justiça e Negócios do Interior desde o segundo reinado (1873) até 1930. A partir de 1934 passa a abrigar o Departamento de Trânsito, sucessivamente, do Distrito Federal e dos Estados da Guanabara e do Rio de Janeiro.

 A construção atual tem três pavimentos de planta retangular desenvolvida em torno de um pátio interno. A simplicidade austera do seu aspecto exterior com embasamento de pedra e linhas retas é suavizada pelas estátuas sobre os cunhais e pela platibanda com folhas de acanto estilizadas, em harmoniosa obediência à regra clássica. Nos anos 90, o edifício ficou desocupado e posteriormente foi tombado pelo Iphan. O casarão foi escolhido como sede do CRAB por reunir razões históricas, localização privilegiada, acesso fácil, ampla área útil e infraestrutura.

A obra

 O prédio foi submetido a cuidadosa restauração, que mobilizou 130 trabalhadores entre pedreiros, eletricistas, marceneiros, bombeiros e montadores durante dois anos. Na obra, que teve o acompanhamento do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e do Inepac (Instituto Estadual do Patrimônio Cultural), foram usados mais de 1,1 mil metros quadrados de Ipê Champanhe de reflorestamento, de Manaus, e 540 metros quadrados de ladrilhos hidráulicos, de São Paulo e Minas Gerais. Até mesmo a cor original da fachada foi pesquisada e reproduzida.

Entre os destaques estão estátuas de terracota do século XIX – as originais, restauradas com a ajuda de especialistas, inclusive italianos, serão expostas no chão, enquanto réplicas de fibra de vidro assumirão seus lugares na platibanda. Elas representam a sabedoria, medicina, indústria e agricultura e têm 2,10 metros.

Por dentro do CRAB

 No total são 3.227,95m², divididos em três andares e unificados arquitetonicamente.

Térreo (1.054,47 m²)

No térreo, fica a Loja-conceito, a Rua do Mercado e o Espaço Gastronômico.

A Rua do Mercado (180,93 m²) é a entrada principal do CRAB, local de chegada e recebimento do público. Espaço de circulação e de articulação entre os três prédios que compõem o CRAB, serve como ponto de encontro, informações, organização de grupos.

A Loja-conceito (547,91 m²) ocupa integralmente os 547 m2 do térreo do Solar Visconde do Rio Seco e tem dois acessos: pela Praça Tiradentes e pela Rua do Mercado (entrada principal do CRAB). Está distribuída em sete grandes ambientes, destinados à exposição e à venda dos produtos artesanais de todas as categorias. Mostrados de forma interativa, essas peças artesanais sempre contarão as histórias dos artesãos e de seus universos criativos.

Com arquitetura contemporânea, o Espaço Gastronômico (117,62 m²) é um ponto de atratividade e uma opção de lazer, que ainda conta com um ambiente externo no coração da Praça Tiradentes.

Primeiro andar (921,41 m²)

Aqui estão localizados o Espaço Conexões e o Espaço Exposições.

O Espaço Conexões (231,27 m²) é um local amplo, constituído de Midiateca, Praça e Café – aberto e sem divisórias. Um lugar de convívio, voltado ao encontro ocasional e às reuniões programadas. Ali todos podem se conectar com as ações e os programas do CRAB. Projeções multimídia, o acervo da Midiateca, além dos serviços do CRAB Web (em tablets) estarão à disposição do público e dos profissionais que fazem parte da cadeia produtiva do artesanato brasileiro.

O Espaço de Exposições ( 531,98 m²) representa toda a potência conceitual do CRAB. Nele serão apresentados exposições de diferentes olhares sobre o artesanato produzido no Brasil e suas possíveis conexões com outras formas de expressão como a moda, o design, as artes visuais e a cultura popular.

Segundo andar (1.065,07 m²)

No segundo andar estão localizados o Espaço Experimental, o Espaço Oficinas, o Espaço das Crianças, o Espaço Multiuso e a Administração.

O Espaço Experimental (128,26 m²) é uma área complementar à de exposições e parte do Espaço Multiuso. Um laboratório de invenções, pronto para receber desde pequenas mostras de novos artesãos urbanos a instalações e performances.

O Espaço Multiuso (118,28 m²) terá uma programação diversificada, prevista pelos programas de todas as áreas do CRAB. Poderá abrigará shows, encontros, debates, oficinas, palestras, lançamentos de produtos e cursos livres.

Um ponto estratégico do CRAB é o Espaço Oficinas (112,5m²). Este espaço será destinado à capacitação, formação e especialização. Terá um calendário de cursos – permanentes ou temporários – que atenderá a diferentes perfis de público e de níveis de conhecimento, visando atender às demandas de aprendizagem com os próprios segmentos do mercado, para capacitar com eficiência toda a cadeia do artesanato.

Ambiente próprio para brincar e para criar com materiais (barro, madeira) e recicláveis (alumínio, plástico, papel), o Espaço da Criança (50.50m²) é o local do encontro da criança com o artesanato brasileiro.

Serviço

Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro
Endereço: Praça Tiradentes, nºs 67, 68 e 71 – Centro – Rio de Janeiro
Telefone: (21) 3065-4333
Horários: De terça a domingo, das 10h às 18h.
Entrada gratuita

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui