Praia de Botafogo volta a ficar imprópria para mergulho

Um estudo realizado pelo Instituo do Meio Ambiente mostra que a água voltou a ficar inapropriada após dois boletins positivos; na manhã desta segunda, 25/07, sujeira e peixes mortos estavam presentes na orla

Praia de Botafogo, Rio de Janeiro | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

O Instituto Estadual do Meio Ambiente (Inea) analisou a Praia de Botafogo, na Zona Sul do Rio, e de acordo com último estudo a praia é considerada imprópria para mergulho. Antes deste mês, Botafogo só apareceu na lista de balneabilidade três vezes: em março, em julho de 2021 e em outubro de 2016, durante a Olimpíada do Rio.

No inicio do mês outra analise foi realizada e nesta a água estava em boas condições para o banho de mar. De acordo com o Inea, um dos motivos para os índices de balneabilidade positivos havia sido a falta de chuva, além de uma mudança no sistema de esgoto, a captação das águas de dois rios poluídos de Botafogo – os rios Berquó e Banana Podre – que antes iam direto para a orla.

Na manhã desta segunda-feira, (25/07), segundo o G1, além da sujeira também haviam peixes mortos na orla, que atraem pombos para a faixa mais escura da areia.

A concessionária Águas do Rio, que assumiu o saneamento em 27 cidades, disse, ao G1, que a meta é recuperar a Baía de Guanabara nos próximos cinco anos.

Confira o estudo completo.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui