Arcos da Lapa & Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro por Rodrigo Soldon No post sobre a ocupação no Centro do Rio o Bruno Sereno comentou sobre a construção de um prédio de 43 andares, com 133 metros, o que o tornaria um dos prédios mais altos do Rio de Janeiro (o mais alto é a Torre do Rio Sul).

 

O prédio seria no Rua do Arcos, o que poderia acabar com o complexo arquitetônico da Lapa, ficando ao lado do Arcos da Lapa pode refletir em sua beleza, que fica um oásis do passado em meio a tantos prédios como mostra a foto. É quase o Titã 2 da nova novela das 7, Tempos Modernos (sim, vi e gostei), acabando com um cartão postal carioca. Tanto que o limite até hoje na área de 24 metros, ou seja, vai aumentar em quase 6 vezes o gabarito para um espigão.

Se é para manter a Eletrobrás por que não matar dois coelhos com uma cajada só? No lugar de quebrar o skyline carioca, por que não fazer o prédio no Porto do Rio e ajudar na revitalização do local? E assim evitaria a quebra do conjunto arquitetônico do Centro Antigo.

 

Afinal, o governo municipal disse querer até mudar a sede da Prefeitura para a Praça Mauá, aproveitaria assim e mandaria junto a da Petrobrás. Poderia até, aí o governo estadual, estender o metrô da Central até a Praça Mauá (não entendo essa necessidade carioca de ter uma linha só gigantesca). Com a ida da empresa poderia começar a surgir várias no entorno…

 

Sobre arranha-céus no Rio de Janeiro fiz um post em outubro.

 

Foto: Arcos da Lapa & Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro por Rodrigo Soldon

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui