Ivana Lutebark, Juliana Benício e Quintino Gomes Freire

Juliana Benício, que está no processo seletivo para ser candidata do partido NOVO ao governo do estado do Rio de Janeiro, e André Moragas, jornalista e coordenador de campanha, lançaram na noite de terça-feira 23/11 o livro “A Política e a Vida Real” na Livraria Blooks, em Botafogo.

O livro é um relato sobre as dificuldades que Juliana enfrentou durante a campanha à Prefeitura de Niterói. Ela conta sobre como foi se lançar pela primeira vez na vida pública, os desafios de se enfrentar a corrupção, os planejamentos e o que espera da política. O livro “A Política e a Vida Real” (Perfil Editorial) tem um capítulo dedicado a um empresário que com uma proposta aparentemente boa, tentou fazer com que a então candidata se comprometesse a devolver o investimento em forma de favores durante o mandato. Temas delicados como este foram debatidos sem meias palavras.

Ninguém acorda e resolve desviar milhões, essa prática de realiza aos poucos, quando o político começa a aceitar abrir mão pontualmente dos seus valores. Por isso, eu reitero: não é possível fazer concessões dos seus princípios.” – André Moragas.

A maioria da plateia era composta por filiados no partido NOVO e autoridades, mas quem
dominou a conversa foi a oposição. Jorge Luiz, do Partido dos Trabalhadores, perguntou sobre como Juliana pensava o Plano de Governo para as favelas:

Ser liberal é acreditar que as pessoas podem escolher. Mas, a partir do momento em que
pessoas têm fome, esgoto na porta de casa e não conseguem atendimento médico, o poder de escolha é anulado. Essa precariedade continua a existir porque interessa aos políticos, afinal fica fácil comprar um voto diante de tantas necessidades. A minha proposta é levar a presença do Poder Público para essas áreas, assim as pessoas terão de volta a sua dignidade e liberdade
.”

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui