Prédio anexo da Alerj, na Praça XV - Foto: A. Filho

O Rio de Janeiro poderá ter, em breve, um Hospital do Olho. Ele seria inaugurado no prédio anexo à Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), que será desativado. É isso o que almeja o projeto de lei 3.140/2020, de autoria de Rosenverg Reis (MDB) em parceria com o presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), e o deputado Marcio Canella (MDB).

Ao anunciar no plenário que havia protocolado o projeto, o autor afirmou que já conversou com o governador em exercício, Cláudio Castro (PSC): ”O governador adorou a nossa ideia de ceder o prédio para viabilizar a construção de um moderno Hospital do Olho. Com a aprovação dessa iniciativa, poderemos dar início a todas as etapas para que essa conquista possa ser alcançada o mais breve possível.”

A instalação da unidade de oftalmologia ocorreria após a mudança dos gabinetes dos deputados para a nova sede, o Edifício Lúcio Costa, também conhecido como Banerjão, localizado no cruzamento da Avenida Nilo Peçanha com a Rua México, no Centro do Rio. O projeto de lei foi inspirado no Hospital do Olho de Duque de Caxias, referência na especialidade e que recebe paciente de todas as regiões do estado.

Pao-do-Ouvidor
Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

”Nada mais justo que tenhamos outro hospital de referência para cuidar da visão da população do Rio de Janeiro, que carece dessa especialidade tão essencial que pode evitar que pessoas fiquem cegas”, argumentou Rosenverg.

O projeto ainda vai passar pelas comissões da Casa e ser votado por todos os deputados. Se aprovado, segue para sanção do governador, que deve regulamentar a lei.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

2 COMENTÁRIOS

  1. Tinham que demolir esse anexo horroroso. Ele esconde todo o patrimonio histórico da Praça XV. No lugar construiria uma extensão da praça, um espaço de convivencia e de futuros eventos, que costumam acontecer na Praça XV.
    Eduardo Paes tinha intenção de derrubar esse anexo. Espero que esse projeto demore a passar pro Eduardo derrubar essa ideia e demolir de vez esse caixote da Praça XV.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui