Foto de Element5 Digital no Pexels

O instituto Prefab Future vai a campo a partir do dia 22 setembro para a segunda rodada de pesquisas para governador do estado do Rio, com divulgação exclusiva no “DIÁRIO DO RIO”. Na primeira, divulgada no início de maio, a ideia era exibir uma cartela de prováveis candidatos, além de elencar possíveis candidaturas advindas de prefeitos reeleitos com mais de 70% de votos em 2020. A eleição promete. Muito por causa do momento presidencial. O governador Claudio Castro vai depender da imagem de Bolsonaro, numa dependência ainda sem lastro, já que, dizem nos bastidores, o presidente estaria procurando outro candidato para lançar. Ao mesmo tempo, Castro corre para entregar obras e ações a partir de receitas provenientes do loteamento da Cedae. A pesquisa Prefab também vai apresentar um ranking digital com os personagens políticos mais influentes nas redes sociais.

Boa parte dos prefeitos já acenou para Castro. Mas isso não necessariamente lhe garante alavancagem. Em 2018, Eduardo Paes tinha enorme adesão de prefeitos, mas foi atropelado por Wilson Witzel.

Os candidatos que vão para a cartela do Prefab na segunda rodada serão os abaixo:

  • Claudio Castro (PL)
  • Marcelo Freixo (PSB)
  • Rodrigo Neves (PDT)
  • Tarcisio Motta (PSol)
  • Waguinho (PSL)
  • Felipe Santa Cruz (PSD)
  • Washington Quaquá (PT)
  • André Monteiro (PTB)

É uma eleição absolutamente aberta esta do Rio. Muito porque dois dos players mais importantes do processo ainda não revelaram o que pretendem fazer: o ex-governador Anthony Garotinho e o prefeito Eduardo Paes (PSD). A força eleitoral dos dois vai definir o quadro.

O ex-Psolista Marcelo Freixo segue um novo modelo de candidatura, mais moderado, embora suas redes sociais sigam dizendo contrário: continua se mostrando raivoso, com ódio e sem sinal de diálogo com polos da direita.

A movimentação do prefeito de Belford Roxo, Waguinho, no PSL, dá a entender que será candidato, aglutinando forças da Baixada Fluminense. Felipe Santa Cruz e Paes seguem conversando. Rodrigo Neves mantém conversas no PDT. E Quaquá  ainda não botou o carro na rua.

A pesquisa Prefab terá 1.200 entrevistas e será presencial.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui