Foto: Leonardo Pereira/Divulgação

Nesta terça-feira (23/03), o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, ofereceu à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) todo o complexo da Vila Olímpica, localizada no bairro Vinte e Cinco de Agosto, para jogos oficiais do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Carioca.

Com as medidas restritivas adotadas devido a pandemia do novo coronavírus na Capital, e a possibilidade de suspensão dos jogos no Rio de Janeiro, o prefeito colocou o complexo da Vila Olímpica à disposição da CBF e de federações esportivas para evitar a interrupção dos campeonatos.

Reformada no ano passado, a Vila Olímpica conta com o maior campo de futebol de grama sintética do Brasil, feito em padrões oficiais, pista de atletismo, ginásio poliesportivo, além de quadras externas de tênis, vôlei e basquete, academia de ginástica e iluminação para competições noturnas.

Município não terá “superferiado”

Em entrevista “Rádio Tupi”, Washington Reis também falou sobre estratégias de combate à Covid-19. Ele afirmou que em Duque de Caxias não haverá o “superferiado”: “Vamos seguir trabalhando, com muita garra, vacinando o máximo de idosos possíveis para contermos ainda mais o Coronavírus”.

Ele afirmou que “o trabalhador, o comerciante e o empresário não podem continuar pagando esta conta” e que a cidade ficará aberta, respeitando os protocolos de segurança definidos por decreto.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui