Prefeito de Niterói anuncia uma ‘nova’ Alameda São Boaventura

136 milhões de reais serão gastos da modernização e revitalização da área, que sofre com degradação e abandono há muitos anos.

O prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), anunciou ontem um projeto audacioso de reforma e revitalização da Alameda São Boaventura, importante artéria da antiga capital do Estado do Rio e principal acesso ao bairro niteroiense do Fonseca. A grande avenida, construída em 1909, é muito utilizada por moradores do Rio e da região metropolitana quando se movem em direção à região dos lagos.

Apesar de fazer parte da RJ-104, está sob jurisdição do município. Há anos sofre um avançado estágio de degradação, com fechamento de comércio e a criminosa invasão dos imóveis nela localizados.

A Alameda São Boaventura deve ganhar nova roupagem, ciclovia, e muitos cuidados; estima-se que estas transformações poderão voltar a valorizar os imóveis da área

O prefeito prometeu para hoje a publicação de um edital de licitação para a obra que, segundo ele, “irá transformar a Alameda”. Serão, ainda segundo o alcaide, 136 milhões de reais aplicados nas redes de drenagem, na modernização dos corredores viários, na acessibilidade e na implantação de ciclovias.

A obra deve seguir o padrão da que foi realizada na Marquês do Paraná, e é compromisso de campanha do político, que prometeu mais investimentos também para 2022.

Especialistas em mercado imobiliário consultados pelo Diário são unânimes em afirmar que em se realizando o prometido, a região tende a sofrer valorização tanto no caso de imóveis residenciais quanto no de comerciais. Atualmente, há dezenas de imóveis comerciais vazios na região, em ambos os lados da avenida.

Advertisement

19 COMENTÁRIOS

  1. Isso tudo para o trânsito piorar mais do que já é, parabéns por atrasar o lado de quem mais depende do local para ir e vir, prefeito não faz nada quando vai fazer e para prejudicar a maioria

  2. É lamentåvel que, em um espaço onde já é pequeno para carros, cujas calçadas não existem ou são péssimas, a neurose de ciclovias prevaleça. Também tenho que dizer que ELEVADOS não devem ser construídos. É uma brutalidade arquitetônica e há tecnologias viáveis para a solução da mobilidade. Deixem de lado as “soluções” da moda. Investir em transporte de massa, por exemplo. Ciclovias devem estar em vias marginais no caso de limitações territoriais. Não à criação de ciclovias sem ampliação da Alameda São Boaventura!

  3. Minha opiniao como morador da região é que a obra imprescindível que deve ser feita pela Prefeitura em parceria com o Estado de revitalizar a região, será a construçao de um elevado que desafogue DEFINITIVAMENTE as rodovias hoje extremamente obsoletas para o volume de veículos. Como revitalização propriamente dita após o elevado, sobraria espaços para ciclovia, jardins, ATI, e outros equipamentos paisagísticos para melhorar a qualidade de vida de TODOS os moradores do Fonseca.
    Porém há alguns aspectos de suma importância que devem ser considerados, como a preservação e cuidados com a conservação da obra a ser realizada.
    O alerta é redundante até porque sempre acontece esse absurdo, e para que não se transforme na obra que foi realizada onde havia faixas exclusivas para onibus. Esta obra foi de suma importância para beneficiar os moradores que se reservam ao direito de não possuir automóveis, idependente dos mitivos. A opção foi interamente destruida para satisfazer os interesses dos que achavam ser um absurdo o “privilégio” de uma faixa exclusiva de ônibus.
    Hoje em verdade, até para atravessar os sinais de trânsito da região, os pedestres ficam ‘séculos’ aguardando o mesmo fechar, porque o tempo é infinitamente maior, comparativamente, para os automóveis.
    Para encerrar reafirmo

  4. Fico com pena dos jovens de hoje, tenho 50 anos, tive meus carros, motos e explorei muitas cidade e estados diferentes morando no fonseca, agora alguém vem dizer que bicicleta é veículo do futuro, sempre andei e ainda ando de bicicleta, mas querer tirar o prazer de quem está chegando agora não poder viver o que vivemos, é de revoltar, além da alameda não ter nem calçada direito.

  5. SENHORES, A ALAMEDA NÃO TEM ESPAÇO PARA CICLOVIA ISSO É FATO, HOJE NÃO TEM ESPAÇO PARA OS CARROS E ÔNIBUS. SUGESTÃO: FAZER UM ELEVADO PARA QUEM VAI PARA PONTE RIO NITEROI, VAI FICAR MAIS ALIVIADO PARA QUEM VAI PARA O CENTRO DE NITERÓI.

  6. Gente
    Vamos ficar na realidade. Bicicleta só serve para percursos curtos. Nas grandes metrópoles, como a área metropolitana do Rio, onde está Niterói, as pessoas precisam se deslocar às vezes 50 km entre suas casas e o trabalho. Alguém irá pedalar 100 km por dia (ida e volta) para trabalhar? Chegar cansado e suado? E na em todos são atletas! Há velhos, grávidas, deficientes, etc , que não têm condições de pedalar. E também dias de chuva e/ou frio, ou de Sol forte. Assim, o transporte motorizado é inevitável. Fechar pistas para criar ciclovias em via já sabidamente insuficiente significa condenar todos a um engarrafamento que impedirá o deslocamento das pessoas. Não adianta vir com o exemplo de Holanda, Suiça e outros países com cidades pequenas, porque aqui em parte de uma metrópole com mais de 100 km de comprimento por uns 30 de largura. São realidades diferentes, logo soluções diferentes, também. Se as ciclovias forem feitas nas calçadas, onde andarão os pedestres? A Alameda tem trechos com calçadas ainda bem estreitas.
    Solução com metrô é muito cara, nisso município, embora com padrão de renda média por pessoa bastante elevada, não tem recursos para investir em metrô. Ficaríamos na dependência do Estado, ou do Governo Federal.
    Então, em vez de perseguir os transportes motorizados de superfície, principalmente os ônibus, espremendo-os em uma faixa só, vamos ser realistas: ciclovia só serve para cidades pequenas ou para atletas e para passeios. Para resolver transporte de multidões por vários quilômetros, é sonho.

  7. Moro aqui no fonseca a anos e todas as obras que fizeram no intuido de trazer uma mobilidade rapida e pratica foram verdadeiras lambanças, engenharias burras elaboradas por engenheiros que nem conhecem e nem moram no fonseca, vai ser mais uma obra burra e idiota se atualmente o transito é uma vergonha imagina estreitando mais para por ciclovia essa obra é para roubar o di heiro publico

  8. Como pode? Em pleno 2022
    Andarem na contramão do mundo.
    A bicicleta é o veículo do futuro meus amigos
    Portanto, cabe sim, uma ciclovia na alameda
    Conversem com um arquiteto pf

  9. Não queremos ciclovia na Alameda senhor prefeito! Queremos um elevado para desafogá-la com paisagismo nas laterais para não desvalorizar os prédios próximos!

  10. Boa noite! Uma breve lembrança aos políticos no poder: “os senhores governam para o povo.”
    O povo precisa de um meio detransporte, que transporte o maior número de passageiros, seja eficiente, rápido. O metrô em Niterói e SG não deveria ser uma utopia, mas sim, uma realidade para os cidadãos niteroienses e Gonçalenses, que veem décadas entradas e saídas de Políticos que governam para empresários.

  11. O problema do esvaziamento de imóveis da alameda tem a ver com a INSEGURANÇA PÚBLICA na zona norte de Niteroi que transformou o bairro em um verdadeiro faroeste alem dos assaltos e conflitos entre policiais e o farejo das drogas ilicitas.

  12. Realmente não existe espaço pra ciclovia na Alameda. Não vejo como melhorar pra todos. Ja foi falado há anos atrás de um elevado sobre ela, e talvez seria a única coisa viável para desafogá-la, mas não acredito q alguém fará… a alameda não tem jeito

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui