Foto: Marco Antônio Rezende/ Prefeitura do Rio

Faltando menos de um ano para as eleições municipais, a prefeitura anunciou nesta segunda-feira (14/10), um investimento de R$ 400 milhões em obras de infraestrutura (R$ 100 milhões) e conservação (R$ 300 milhões) na cidade.

A iniciativa que vai abrir o programa é o PavimentaRio, que prevê a recuperação de mais de 150 km de asfalto em ruas e avenidas. A ação começou nesta segunda com revestimento asfáltico no Aterro do Flamengo.

A partir desta semana, a orla carioca vai receber as equipes da prefeitura. Vias em pior estado passarão por fresagem e recapeamento total.

O PavimentaRio terá duração de nove meses e investimento de R$ 100 milhões, dos R$ 300 milhões destinados à conservação. É o primeiro grande projeto da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação, após a junção das pastas, no início de outubro.

O projeto começa nesta semana em toda a orla carioca, do Aeroporto Santos Dumont, na região central da cidade, ao Pontal, no Recreio, Zona Oeste, seguindo depois para outras áreas. As demandas foram tiradas de solicitações recebidas pela Central de Atendimento 1746 e de rondas de técnicos da secretaria pelos bairros.

Depois de quase três anos de luta para pagar as contas da Prefeitura, e até semana passada pagamos R$ 4,8 bilhões de dívidas por ocasião das grandes obras e das Olimpíadas, conseguimos, com muita austeridade, corte de despesas e sacrifício, reservar R$ 400 milhões para um grande plano de infraestrutura e conservação da nossa cidade. Vamos atacar com muito empenho a parte de asfalto, de afundamentos de galerias pluviais e também cuidar de coleta de esgoto onde cabe ao município. Esse investimento de R$ 400 milhões é algo que o Rio não via há muitos anos, mesmo na época em que tínhamos prosperidade e bom nível de emprego. Vamos cuidar desde o Aterro do Flamengo, orla da Zona Sul até o Pontal. Vamos fazer revestimento asfáltico para preparar essas áreas todas para as grandes chuvas que virão. Nas zonas Norte e Oeste e parte do Centro vamos fazer fresagem, tapa-buraco e depois recapear com asfalto. Isso vai fazer grande diferença na infraestrutura e na conservação da nossa cidade” – explicou o prefeito Marcelo Crivella.

O prefeito pediu um pouco de paciência neste período de obras, por conta das dificuldades no trânsito que serão eventualmente causadas.

Muitos vão perguntar por que a prefeitura não está fazendo as intervenções de madrugada, mas precisamos do sol para que haja uma rápida secagem do material“, concluiu.

Ações previstas no programa:

  • tapar 40 mil buracos (8 mil afundamentos / vazamentos);
  • recapear vias em toda a cidade;
  • recuperar e implantar 50 mil metros quadrados de passeios públicos com calçadas totalmente acessíveis;
  • desobstruir bueiros;
  • consertar galerias de águas pluviais e vazamentos.

5 COMENTÁRIOS

  1. O jornal poderia aproveitar o gancho da excelente matéria sobre os tais mais de 150km de asfalto e mostrar para a população da zona sul e para o prefeito que enquanto o Aterro do Flamengo e Orla de Copacabana são asfaltados novamente para “melhorar”, os cariocas que usam a Av Brasil no trecho da Vila Militar até a Penha (pistas laterais) estão trafegando num mar de crateras e emendas (feitas em virtude da pista central que será do BRT). O meu carro mesmo, por exemplo, em 02 meses já quebrei amortecedor, cortei pneu (novo), tive que trocar quase uma dezena de peças de suspensão e ficar com o carro dias parado. Somente por conta do excesso de buracos enormes, falta de tampa de bueiros e remendos em péssimo estado. A região clama por ajuda (mesmo que seja obra eleitoreira).

  2. Espero que chegue à Jacarepaguá, principalmente nos bairros da Freguesia e Anil. As calçadas são intransitáveis e as ruas tem buraco pra todo lado. Os cadeirantes sofrem para andar nas calçadas.
    É só descer a Grajaú-Jacarepaguá para se ter uma ideia do que vem mais adiante.

  3. Só espero que não seja esta pavimentação fajuta como a que fizeram no trajeto do BRT. Não adianta de nada fazer repavimentação com material de qualidade inferior…

    Este projeto tem que ser diário, e não feito a toque de caixa, para impressionar a plateia !

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui