Foto Cleomir Tavares/ Diario do Rio

O prefeito Eduardo Paes anunciou, nesta quarta-feira (07/04), que o VLT deve ser estendido até o terreno do Gasômetro, na Zona Portuária do Rio, com o objetivo de integrar o sistema ao BRT Transbrasil. A medida seria uma solução técnica mais fácil do que levar o BRT Transbrasil até o Centro da capital fluminense.

A gente queria começar as obras em março, mas, com a revisão do projeto para corrigir problemas, em razão desses ajustes, vamos aguardar um pouco. Mas a meta de acabar as obras do Transbrasil no fim de 2022 está mantida“, disse o prefeito.

A ideia inicial era que o Transbrasil chegasse até o Centro do Rio, mas há questões técnicas que dificultaram a definição do trajeto final, acrescentou Paes.

A secretária municipal de Transportes, Maína Celidonio, disse que a prefeitura está revendo outros detalhes do projeto do BRT Transbrasil. Um dos pontos será a implantação de quatro novas estações entre Deodoro e o Trevo das Margaridas, o que havia sido suprimido do projeto no governo passado. Outra questão é que o piso será em concreto e não em pavimento comum, como o previsto inicialmente.

Ter parte do projeto sem ser em concreto era repetir o erro que cometi na Transoeste e assumi“, disse Paes.

Foto Cleomir Tavares/ Diario do Rio

Maína destacou que também estão sendo projetadas melhorias urbanísticas na Avenida Brasil. A previsão da prefeitura é que o projeto que pede autorização para investir no BRT deve ser votado nesta quinta-feira na Câmara dos Vereadores do Rio.

Queremos um modelo sólido que não possa ser destruído por prefeitos incompetentes no futuro. Isso é o mundo ideal, talvez não seja assim. Mas é o modelo que temos que pode melhorar a vida das pessoas“, disse Paes.

A conta dos R$ 133 milhões de investimento não inclui a reforma da calha do Transoeste para a substituição de parte do piso em asfalto para concreto. E nem reformulação do dimensionamento de algumas estações, como Magarca e Mato Alto. Ainda não está definido se o investimento nas estações será público ou privado. Apesar de a intervenção durar seis meses, Paes disse que ela deve ser renovada. Isso porque a licitação para ser realizada deve durar mais tempo.

E vai ser um processo demorado de licitação. O que há de posição é que os atuais operadores não voltam“, disse Paes.

O prefeito admitiu ainda que não pode evitar aglomerações nos ônibus, porque no rush essa é uma realidade em qualquer lugar do mundo.

Cleomir Tavares é carioca, foi repórter-cinematográfico do Vídeo Show, é repórter-fotográfico, já trabalhou para os grandes veículos de imprensa do Brasil, como jornais O Globo, O Dia, Extra, revistas Caras, Quem, Contigo, portais Globo.com, UOL, Terra, IG, já fez a cobertura dos maiores eventos do Brasil como os carnavais do Rio, Salvador e Recife, as edições do Rock in Rio, semana de moda, festival de cinema , shows dos maiores artistas, acompanhou a seleção de futebol de artistas na Rússia, França, Espanha e Alemanha.

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso é uma lição para todos esses governantes corruptos brasileiros que só pensam no bolso deles. Aqui a obra começa hoje e só vai acabar nas próximas eleições, governantes burros que não tem perspectiva de futuro. Exemplo: esse edifício está sendo vendido só que a uma liminar impedindo, pessoas que visão o atraso do centro de uma cidade, que não querem que se venda uma coisa que estava abandonado a muito tempo, isso é atraso.

  2. VLT e BRT Transbrasil.

    Qualquer leigo em transporte sabe que o mais viável para integrar o sistema do BRT Transbrasil ao Centro, à Praça XV e ao Aeroporto Santos Dumont é que o sistema de VLT seja estendido até o terreno do Gasômetro, na zona portuária do Rio de Janeiro.

    É preciso também implantar o BRT em toda a Ilha do Governador, também com uma extensão até o BRT Transbrasil na saída da Ilha. É claro que o bilhete único para quem mora na Ilha do Governador tem que abranger três viagens: da Ilha até o BRT Transbrasil, o trajeto do BRT, e de volta para o VLT, da zona portuária indo para o Centro.

    É mais do que óbvio que a implantação de quatro novas estações entre Deodoro e o Trevo das Margaridas – que haviam sido suprimidas do projeto no governo passado – é um grande acerto. Precisamos melhorar este projeto do BRT Transbrasil, incluindo novas estações, e não substituindo as que já estavam previstas no projeto anterior.

    Porém o sentimento que não quer calar é !!!

    Esta meta de se acabar as obras do BRT Transbrasil até o final de 2022 é uma grande piada…

    Pois, enquanto isso, lá na China, onde os políticos corruptos são devidamente defenestrados e executados…

    Operários construíram uma nova linha de trem em pouco mais de oito horas, onde um grupo com mil e quinhentos funcionários começou esta construção às 18:30 h de Sexta-feira e entregou a obra às três horas da madrugada de Sábado. Esta obra liga a cidade de Nanping a de Longyan e reduziu o tempo desta viagem de sete horas para noventa minutos. E o preço desta passagem, pasmem, é de R$ 35,00. E reparem que o preço da passagem neste novo trem-bala chinês não é super faturado, como aqui – e o serviço prestado e a manutenção dos equipamentos são sempre perfeitos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui